Qual a importância de ter ao seu lado profissionais que fazem a diferença na hora de escolher os melhores investimentos? Acredito que todos concordamos que a diferença é enorme!

É comum ver o pequeno investidor ficar perdido diante de cenários turbulentos como o que vivemos atualmente. Ter ao lado alguém com experiência e profissionalismo pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso.

Para finalizar o ano com grande estilo, conversei com Roberto Altenhofen, graduado em Economia pela Universidade Mackenzie, em Logística e com MBA em Gestão de Empresas pela FGV. Roberto também cursou o MBA em Engenharia Financeira na Poli-USP e é Analista de Investimentos credenciado (CNPI) e Sócio da Empiricus Research.

Em nosso papo, falamos um pouco sobre tudo o que aconteceu na economia em 2014 e o que deve estar no radar dos investidores para os próximos anos. Confira:

Roberto, qual o balanço que você faz em relação a economia do Brasil em 2014, pensando sob o ponto de vista do pequeno investidor. Mesmo com tantas dificuldades, foi possível encontrar boas oportunidades?

Roberto Altenhofen: Definitivamente, não foi um ano para se comemorar. Em resumo, foi um ano norteado pelo debate eleitoral, de crescimento nulo da economia, com inflação no teto da meta e deterioração de absolutamente todos os indicadores econômicos.

Olhando de forma mais ampla, para o que 2014 deixará de legado, foi um ano de provação para a economia brasileira, em que os indicadores tornaram evidentes as consequências de uma política econômica falha praticada nos últimos anos.

Importante também pela definição de uma nova equipe econômica que reconhece a necessidade de um ajuste nas contas públicas. Além da deterioração dos indicadores macroeconômicos, foi um ano para evidenciar a destruição das instituições, como exemplo maior a Petrobras.

Os investimentos naturalmente refletiram tamanha volatilidade: forte perda de valor do real em relação ao dólar, Bolsa muito volátil terminando praticamente no zero a zero, instabilidade nos juros e etc.

Quem soube se proteger e aproveitar as oportunidades, no entanto, conseguiu colher ótimos retornos. Bom exemplo é a recomendação de exposição ao dólar, que fez muitos de nossos leitores ganharem dinheiro esse ano (clique aqui para entender essa história), dentre outras.

O Cenário de 2015 parece ainda mais nebuloso. É hora de aproveitar a renda fixa ou você consegue enxergar oportunidades na renda variável?

R. A.: De fato, 2015 se desenha ainda mais complicado. Isso porque você tem um cenário em franca deterioração de 2014 somado a juros mais elevados, enxugamento de políticas de estímulos, ajuste fiscal e cenário externo piorando.

Portanto, será um ano de crescimento muito baixo (meu cenário-base é de retração da economia brasileira) e inflação ainda elevada, mas que seja de fato um ano de arrumação da casa.

A renda fixa oferece alternativas muito interessantes. Possuímos os maiores juros reais do mundo! Você não encontra nível de rentabilidade da ordem de 12% ao ano com o perfil de risco (baixo), por exemplo o Tesouro Direto, em nenhum outro lugar do mundo.

Recomendo que os investidores coloquem a maior parte do patrimônio em aplicações ultraconservadoras como fundos DI e os títulos do Tesouro, deixando a menor parte para colocar nas oportunidades da renda variável com o Ibovespa a 50 mil pontos.

Existe a certeza de que teremos inflação ainda em alta e juros elevados. Existe algum investimento que pode, nesse contexto, favorecer o investidor?

R. A.: Na renda fixa, dê preferência para os títulos pós-fixados, indexados à inflação (ex. NTN-B) ou taxa de juros (ex. LFT). Já na renda variável acredito ser bom momento para buscar ações de consumo de empresas desatravancadas e pouco dependentes de crédito, ações de bancos e de companhias com exposição líquida positiva em dólares (ou seja, cujo impacto do dólar é mais expressivo sobre seu faturamento do que sobre seus custos e dívida).

Vocês oferecem aos investidores uma série de relatórios que servem para aumentar o conhecimento sobre as melhores oportunidades de investimento. O que pode nos falar sobre o M5M, ou Mercado em 5 Minutos? O que é oferecido ao assinante?

R. A.: O M5M (clique aqui para conhecer) é um guia de acompanhamento diário para todo tipo de investidor, desde o qualificado àquele cara que ainda não investe e é leigo em assuntos de economia e finanças.

A ideia é concentrar tudo o que o investidor precisa saber naquele dia de forma rápida (5 minutos de leitura diária) com conteúdo opinativo e escrito de forma simples. Pela quantidade de conteúdo diário oferecido, ele funciona como uma porta de entrada para os investimentos.

O M5M é diário, chega por email, abordando cerca de 5 assuntos econômicos mais relevantes do dia e, na seção “PRO”(clique e saiba como assinar), para os assinantes com o preço acessível (R$ 9,90 por mês), aborda especificamente três oportunidades de investimento para o momento.

Para ficar mais fácil de entender, você pode citar um exemplo de um assinante que conseguiu conquistar melhores resultados a partir de um alerta do relatório?

R. A.: Aproveitando que estamos fazendo um balanço de 2014, um dos relatórios M5M (clique e conheça) enviados foi bastante enfático na recomendação de exposição ao dólar –os assinantes receberam esta sugestão desde quando a moeda americana estava cotada a R$ 1,90 no alerta aos riscos relacionado ao chamado “rali eleitoral” da Bolsa e aos perigos com as ações de estatais.

A newsletter ajudou investidores a ganharem dinheiro com a alta do dólar e também com a forte queda das ações da Petrobras, por exemplo, algo que muitos de nossos leitores acreditavam não ser possível (ganhar com baixa).

Roberto, agradeço muito a sua entrevista. Peço por favor que deixe uma mensagem final para os leitores do Dinheirama que já acompanham de perto todo o grande trabalho que você e a equipe da Empiricus realizam.

R. A.: Agradeço o espaço e aproveito para convidar os leitores a conhecer o Mercado em 5 Minutos – M5M. Antes de assinar a versão completa, você pode experimentar o conteúdo pelo cadastro gratuito no M5M (clique e conheça) ou através do site da Empiricus (www.empiricus.com.br).

O momento atual, de transição econômica, exige muito cuidado em relação às aplicações, e acredito que nossa conversa diária no M5M pode ajudar a formar investidores mais bem informados e remunerados. Desejo bons investimentos e um ótimo 2015 a todos! Obrigado e até a próxima.

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários