Em 2014, eu tive a chance de conversar e conhecer mais de perto as ideias e projetos que Thiago Alvarez e Benjamin Gleason tinham para o GuiaBolso, primeira plataforma online do Brasil que possibilitou aos usuários a oportunidade de integrar a movimentação bancária com um aplicativo de controle financeiro.

Ao longo do ano, a ferramenta conseguiu alcançar um número muito expressivo de usuários: hoje, mais de 500 mil usuários estão registrados na ferramenta que acaba de lançar seu aplicativo na plataforma Android.

Para saber um pouco mais sobre o futuro da ferramenta e os planos de expansão da empresa, convidei mais uma vez os fundadores do GuiaBolso para um papo. Thiago e Benjamin mostram, com entusiasmo, as conquistas da startup, mas deixam claro que o melhor ainda está por vir.

Acompanhe, nosso papo:

Em nosso último papo, em 2014, vocês acabavam de liberar a função que automatizava as informações bancárias para o GuiaBolso. Quais as novidades para 2015?

Thiago Alvarez e Benjamin Gleason: Pois é, 2014 foi um grande ano para o GuiaBolso. Lançamos o site em abril e, em julho, o App para iOS, que foi um sucesso absoluto. Não esperávamos tamanha reação do público, mídia e parceiros.

Para completar, a Apple nos considerou como um dos melhores novos Apps, a revista InfoExame nos elegeu a startup do ano, a CNN nos indicou como uma das startups mais promissoras para 2015 e a Exame.com nos escolheu como uma das startups de maior destaque, junto com Uber e Whatsapp!

E este ano já começou bem, pois lançamos a versão para Android no início de fevereiro, o que nos ajudou a aumentar muito a nossa base de usuários. Nossos planos para 2015 são de continuar crescendo e melhorar cada vez mais o produto, para que tenhamos um impacto positivo na vida financeira de quem usa o GuiaBolso.

Queremos que o GuiaBolso seja realmente capaz de melhorar a vida de cada um dos nossos usuários. Essa é a nossa maior preocupação, e uma das missões da empresa.

Os usuários da ferramenta têm se mostrado mais “atuantes” em 2015, em razão do agravamento da crise econômica?

T. A. e B. G.: Sim, houve um aumento na frequência de uso, principalmente a partir de 2015. Enquanto apenas se falava de crise em 2014, achamos que, em 2015, as pessoas começaram a realmente sentir a crise. Isso é algo que já observamos em outros países, principalmente em 2008 e 2009, enquanto pesquisávamos ferramentas semelhantes ao GuiaBolso.

Como tem sido a experiência do GuiaBolso com as plataformas mobile? Os usuários dos aplicativos já correspondem a uma parcela significativa para plataforma?

T. A. e B. G.: Tem sido surpreendente. Essa é a única forma de explicar o que vem acontecendo. Assim que lançamos o app para iPhone, em julho de 2014, batemos a meta de todo o ano em menos de 15 dias! Chegamos a passar o Tinder.

Você já imaginou o brasileiro mais preocupado com as suas finanças do que em namorar? É isso que está ocorrendo no Brasil. Há uma demanda incrível por soluções financeiras melhores do que as que existem hoje e a experiência mobile faz parte disso.

Com isso, mudamos nosso foco para estimular mais ainda o uso do mobile, tanto Android quanto iOS. Atualmente mais de 90% dos nossos usuários são mobile.

Voltando a falar da crise, foi possível já observar no comportamento dos usuários alguns sinais de que as pessoas já começaram a enxugar alguns gastos?

T. A. e B. G.: Temos percebido, sim, que as pessoas começaram a reduzir despesas de estilo de vida (ex.: bares/restaurantes, lazer e etc.). Ainda não conseguimos identificar mudanças grandes em gastos fixos, como moradia, por exemplo. Se a crise continuar se agravando, provavelmente haverá corte nesse tipo de gasto também.

Muita gente procura inspiração em profissionais de sucesso para manter a motivação em alta para e seguir em frente. Quais foram suas inspirações que te fizeram criar uma das startups mais comentadas do ano?

T. A. e B. G.: Nossa inspiração está nos brasileiros que são nossos usuários e naqueles que queremos conquistar. Genuinamente, acreditamos que fazemos parte de um movimento muito maior, que quer ver os brasileiros com melhor saúde financeira e conquistando seus sonhos.

Atualmente, as dificuldades para navegar pelas finanças são tão grandes que todos realmente se beneficiam ao ter um guia ao seu lado. Recentemente, chegamos à marca de 500.000 usuários, mas isso ainda é muito pouco quando pensamos nos milhões de brasileiros que podem se beneficiar com o uso do GuiaBolso. Isso nos motiva!

Thiago e Benjamin, muito obrigado pela entrevista. Por favor deixem uma mensagem final para os leitores do Dinheirama que querem saber mais sobre o trabalho quem realizam e também dos próximos desafios do GuiaBolso.

T. A. e B. G.: Em primeiro lugar, gostaríamos de agradecer a todos os usuários que usam e confiam no GuiaBolso. Também gostaríamos de convidar as pessoas que ainda não conhecem a ferramenta a experimentá-la. Temos muito orgulho do que o GuiaBolso vem fazendo, para ajudar a transformar as finanças dos brasileiros. Parabéns ao Dinheirama e obrigado pelo convite.

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários