Dinheirama Entrevista: Uilque Messias, Desenvolvedor de Apps para Windows PhoneNós, do Dinheirama, sempre prezamos pela chance de incentivar e reconhecer os esforços voltados para a educação financeira de nosso povo. A cada dia que passa temos mais certeza de que o tema é importante e faz muita falta no cotidiano de muitas famílias.

Hoje quero compartilhar um rápido bate-papo que tive com o leitor e amigo Uilque Messias, que trabalha como Desenvolvedor de Apps para Windows Phone, C# e SharePoint. O Uilque lançou um aplicativo muito legal chamado “Quanto estou poupando”, que serve para facilitar a simulação de investimentos.

O Uilque tem uma relação muito próxima com a educação financeira e aproveitou seu conhecimento técnico para levá-la para muitos brasileiros através de seu App. Tenho certeza de que você vai gostar de nosso papo. Ah, se você usa Windows Phone, recomendo que conheça o App.

Uilque, o que lhe fez seguir por um caminho de desenvolvimento de aplicativos para finanças? E em que momento essa trajetória se “chocou” com o mundo das finanças?

Uilque Messias: Sempre tive dificuldades em me organizar em diversas áreas da minha vida, e a principal delas é a financeira. Foi quando comecei a ler matérias em blogs sobre finanças que comecei a entender melhor alguns conceitos.

A partir daí, consegui fazer alguns “investimentos”, poupando dinheiro em uma conta poupança, mas eu queria saber se realmente valeria a pena usar a poupança. Como não havia nenhuma ferramenta que fazia esse cálculo pra mim, resolvi eu mesmo criar a ferramenta; principalmente porque calcular juros compostos na mão é bem complicado, demorado e difícil.

Boa parte do mercado de aplicativos é dominada pelas plataformas Android e iOS. O Windows Phone, plataforma com a qual você trabalha, já pode ser considerada uma alternativa interessante para competir com os líderes do mercado?

U. M.: A Microsoft, agora também Nokia, tem investido pesado no Windows Phone e com a nova padronização da interface de usuário ficou muito mais fácil para o usuário final se adaptar à qualquer produto Microsoft (seja ele um Smartphone, Tablet, Ultrabook ou Desktop).

Outro ponto importante é que já trabalho com a plataforma (Microsoft) há quase 4 anos e isso facilitou bastante o aprendizado no desenvolvimento para Windows Phone.

Conte-nos um pouco mais sobre o aplicativo gratuito que você criou, o “Quanto estou poupando”. Por que decidiu criá-lo? Qual seu propósito? A quem se destina?

U. M.: O “Quanto estou poupando?” é um aplicativo simples e prático de simulações de investimentos (usado até em simulações de financiamento) que calcula um investimento durante um tempo pré-definido. Esse investimento pode contar com depósitos mensais, um valor fixo inicial sem depósitos ou o valor fixo mais depósitos mensais.

No final, o aplicativo calcula todos os depósitos e rendimentos e dá para o usuário um relatório do investimento durante o tempo estipulado e o quanto esse investimento rendeu ou poderia render. Decidi criar o aplicativo para que ele resolvesse o problema da maior quantidade de pessoas possíveis: aquelas pessoas que tiveram o mesmo problema que eu.

Ele é destinado a toda e qualquer pessoa que tenha alguma dificuldade ou queira saber os rendimentos de um determinado investimento de uma forma simples, objetiva e rápida (sem conhecimentos de finanças, juros compostos e etc.). Se quiser conhecer melhor, clique aqui.

Qual a sua sugestão para que as pessoas consigam tirar o máximo de proveito de uma ferramenta financeira ou cuidado com as finanças através de um App e tecnologia?

U. M.: Quando se trata de um aplicativo de controle de gastos, por exemplo, acho muito importante anotar todas as despesas, por mais insignificantes que possam parecer. Pois assim poderemos ter um real controle do que está sendo gasto e a partir daí tomar as devidas providências para cortar custos ou aumentar a renda. Se a ferramenta permite esse controle detalhado, é importante aproveitar.

Você acha que é diferente a sua forma de lidar com finanças é diferente da de seus pais? A tecnologia e a Internet tem alguma coisa a ver com isso?

U. M.: Sem sombra de dúvidas, é totalmente diferente e a Internet é uma das grandes responsáveis por isso, principalmente por facilitar a busca por conteúdo gratuito e de ótima qualidade. Lembrando que sempre é importante saber filtrar as fontes dos conteúdos que consumimos, mas acho que esse é um diferencial incrível em relação à “educação autodidata” que meus pais tiveram.

O app “Quanto estou poupando” permite a criação de novos módulos, por exemplo, para financiamentos? Conte-nos mais sobre o que virá por ai.

U. M.: Sim, na verdade já é possível fazer isso através do aplicativo. Não é a forma mais apropriada, mas é possível. Outro dia recebi um e-mail de um dos usuários do app me agradecendo e dizendo que graças ao app ele conseguiu ter uma ideia se o financiamento que estava preste a fazer era uma boa opção ou não – isso é muito gratificante para nós que desenvolvemos um app pra facilitar a vida das pessoas.

O aplicativo ainda é pequeno e bem simples, mas eu tenho desenvolvido melhorias baseadas nos pedidos dos usuários. Exatamente por isso, acredito que ele será melhorado muito e muitas novas funções serão adicionadas. Aliás, fica o convite aos leitores: testem, usem e indiquem o que pode ser adicionado/melhorado.

Uilque, obrigado pela oportunidade de conversarmos e parabéns por também acreditar na educação financeira. Deixe algumas considerações finais para nossos leitores.

U. M.: Obrigado. Gostaria de agradecer a oportunidade de poder divulgar essa ferramenta e espero, de coração, que ela possa ajudar muitos dos leitores Dinheirama. E para os leitores, deixo uma mensagem: se você se vê em uma situação onde gostaria muito de saber se vale a pena ou não poupar uma grana durante um tempo, seja para comprar um bem de consumo ou para uma reserva de emergência, teste o app.

Aproveite suas funcionalidades e, se possível, envie-me sua sugestão que eu garanto que ela servirá para melhorar o aplicativo para você. Clique aqui para conhecer e baixar o app e divirta-se!

E registro também meus parabéns à toda equipe do Dinheirama pelo site e o excelente conteúdo que vocês postam. Desejo sucesso para todos.

Foto: divulgação.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários