Olá amigo leitor, tudo bem? Chegou mais um Top5 Dinheirama. Como você já sabe, todo início de semana, publicamos uma seleção com o resumo dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior.

A ideia é lhe oferecer um panorama das preferências de outros leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

10 perfis que que todos deveriam acompanhar no LinkedIn

Dia após dia, mais pessoas começam a enxergar no LinkedIn possibilidades de desenvolver a carreira e os negócios.

Aos poucos começam a surgir referências brasileiras que despontam como influenciadores e colaboram para que muitos usuários da rede social desenvolvam sua rede de relacionamentos e tenham acesso a práticas de sucesso inovadoras.

Clique aqui para ler o post completo

Pessoas e coisas: como você escolhe quem tem poder sobre a sua vida?

Viver é fazer escolhas e, dentre elas, quase que essenciais são aquelas relacionadas a quem e o quê deixamos entrar em nossas vidas.

Aquele ditado que diz “Diga-me com quem andas e te direi quem és” faz muito sentido aqui, afinal, nossos planos podem ser os mais legais do mundo, mas se estivermos o tempo todo compartilhando decisões e momentos importantes com as pessoas erradas há grandes possibilidades de que não deem certo.

Clique aqui para ler o post completo

Tudo que você precisa saber sobre a moeda digital Bitcoin

O Bitcoin, moeda virtual não emitida por nenhum governo, apareceu em 2008 no grupo de discussão The Cryptography Mailing. Naquela época, poucos imaginavam a valorização e importância que teria no futuro. Hoje, após ter sido a moeda que mais valorizou em 2016, passou a chamar mais a atenção, mas ainda causa dúvidas. Pensando nisso, Fernando Pavani, CEO da BeeTech, empresa que oferece soluções cambiais 100% online, criou um questionário para esclarecer a cryptomoeda. Confira:

Clique aqui para ler o post completo

Investidores em alerta com os Bancos Centrais

Hoje a grande preocupação de investidores em todo o mundo está focada no comportamento dos bancos centrais de países desenvolvidos a partir de agora.

Antes, convém esclarecer que desde a crise do “subprime” em 2008, que culminou com a quebra da instituição centenária Lehman Brothers, os principais bancos centrais montaram programas de flexibilização monetária ampliando demasiadamente a liquidez internacional, e trazendo taxas de juros para patamares muito baixos e em vários casos negativas.

Clique aqui para ler o post completo

Você viverá (muito) mais. Como será o seu futuro financeiro?

A evolução da Previdência Social do Brasil – ou “oficial”, como muitos preferem dizer – ganhou corpo em 1919 com a Lei de Acidentes Pessoais. Em 1923, a Lei Eloy Chavez introduziu as Caixas e é, por isso, considerada o marco da socialização da Previdência.

Em seguida surgiram as Caixas de Pecúlios e as Sociedades de Mútuo Socorro e aí a Previdência Social abrangeu todas as categorias profissionais, ganhando o contorno que tem hoje.

Clique aqui para ler o post completo

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários