Seguindo sugestões de nossos leitores, faremos todo domingo de noite uma seleção, com resumo, dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior. A ideia é oferecer a você um panorama das preferências de mais leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

Endividar ainda mais o povo para tentar evitar uma crise? Faz sentido?

Pense na pergunta do título: você acha que vale “enforcar” (endividar) ainda mais o brasileiro para evitar uma crise ou um eventual “vexame do PIBinho”? Ou para melhorar os números de forma efêmera e eleitoreira? Como e onde estão as profundas e necessárias reformas?

O governo lançou um novo “pacote de estímulo” para a economia que representa, na prática, um pedido para que a população siga comprando e se endividando, usando o crédito para comprar/trocar seu automóvel por exemplo, para evitar uma recessão. Pense nas Eleições. Pois é.

Clique aqui para entender tudo sobre esse novo pacote do governo.

Orçamento Familiar: O que salta aos olhos costuma ferir o bolso

A literatura de vendas, cada vez mais extensa e uma das mais antigas em termos de ensinamentos, costuma dizer que “as pessoas não compram nada, os produtos é que são vendidos para elas”. Em outras palavras, algumas necessidades são simplesmente inventadas e trabalhadas sob o aspecto da emoção.

Técnicas de persuasão cada vez mais refinadas e a inclusão social pelo consumo nos “forçam” a tomar decisões incoerentes com nossos limites financeiros. O resultado é um endividamento cada vez maior. Diante disso, como fazer para manter o orçamento familiar em dia?

Clique aqui para aprender maneiras de manter o orçamento familiar em dia.

Aposentadoria? Você vai fracassar se contar apenas com o governo

Com uma simples análise, parece claro que na “melhor idade” surgem e passam a fazer parte da realidade das pessoas gastos que antes não pesavam tanto no orçamento. Nesse sentido, as despesas com saúde parecem ser as que mais merecem a atenção das pessoas.

Mas não é só isso. Como ficará sua qualidade de vida com o passar dos anos? Você está se preparando para novos momentos e para este período que ainda vai chegar? Contar com a Previdência Oficial pode ser um erro grave e o Ricardo Pereira explica isso melhor em seu texto.

Clique aqui e entenda por que você precisa assumir as rédeas de seu futuro.

5 Erros que Acabam com o seu Dinheiro antes do Fim do Mês

A regra máxima e mais abrangente da educação financeira defende que as pessoas respeitem os limites de renda. A boa gestão muitas vezes pode ser resumida no indispensável e óbvio hábito de gastar menos do que se ganha. É claro que outras questões, como investir com inteligência ao longo no tempo, também fazem enorme diferença.

Analisando ao longo do tempo algumas características das pessoas que passam por problemas financeiros clássicos (o dinheiro do salário que cai na conta corrente e rapidamente acaba), Ricardo Pereira percebeu que existem algumas razões para a existência de tal situação.

Clique aqui para ver os 5 erros que acabam com seu dinheiro.

As lições de Warren Buffett podem (mesmo) mudar sua vida?

O megainvestidor e mago de Omaha, Warren Buffett, é um dos ícones do capitalismo atualmente. Entre os investidores, é uma das poucas unanimidades no que diz respeito ao estilo de investimento e eficiência enquanto gestor e multiplicador de fortunas.

Acontece que muitas de suas lições costumam ser técnicas e/ou superficiais demais. Arrisquei-me em um artigo mais objetivo, mas também polêmico, em que aponto aquela que é, pelo menos para mim, seu principal ensinamento.

Clique aqui para ver o que você aprender com Warren Buffett.

Acompanhe os novos artigos durante a semana e domingo que vem volto com os artigos mais compartilhados e visitados. Obrigado pela confiança. Até mais.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários