Seguindo sugestões de nossos leitores, faremos todo domingo de noite uma seleção, com resumo, dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior. A ideia é oferecer a você um panorama das preferências de mais leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

Emergências Financeiras: Se quiser, você pode evitá-las

O problema das emergências é que elas acontecem, mas são imprevisíveis. No sentido financeiro, no entanto, a realidade não é tão aleatória assim. Muitas situações complicadas de endividamento e emergências financeiras acontecem em decorrência do descontrole, da falta de interesse e do modo carpe diem de viver a vida, tão na moda hoje em dia.

Por que é que todo ano sofremos com as contas de janeiro, por exemplo? Se sabemos que no ano que começa a situação vai se repetir, por que não fazemos diferente e evitamos os mesmos problemas? Porque falta interesse e atitude associados ao planejamento financeiro. Emergências financeiras podem (devem) ser evitadas.

Clique aqui para ler o artigo completo.

10 Dicas para superar os Desafios de ter o Próprio Negócio

Empreender é uma decisão extremamente importante, que não pode ser tomada com base em impulsos. É fundamental entender exatamente os desafios que se tem pela frente, e principalmente, quais são as necessidades fundamentais para alcançar o sucesso.

Todos já ouvimos histórias (muitas inclusive reais) de empreendedores que começaram do zero e fizeram fortuna transformando boas ideias em negócios lucrativos e milionários. Se existe algo de bom que esses exemplos podem trazer, é que esses empreendedores de sucesso tinham algumas características em comum, talvez a mais importante seja trabalhar bastante.

Clique aqui e veja 10 dias para empreender com sucesso.

Educação Financeira nas escolas? Só funciona com a participação dos pais

Sempre ouvi muita gente cobrar que educação financeira deveria ser assunto aprendido em sala de aula. Confesso que eu também sou uma das pessoas que defende a educação financeira nas escolas, mas não como uma disciplina isolada ou simplesmente como uma justificativa para os pais.

Nos últimos anos, muito se falou sobre o assunto e hoje algumas escolas já adotam práticas com o intuito de tornar o tema mais discutido em sala de aula e praticado na vida real das crianças, jovens e suas famílias. O que de fato funciona? Adianta a escola ensinar, se em casa o tema não é praticado? Não!

Clique aqui e leia o artigo completo.

Você só investe na poupança? Você tem medo de quê?

Muitos brasileiros acreditam que a caderneta de poupança é um investimento muito seguro e à prova de riscos. O confisco na década de 1990 não deixa dúvidas de que não é bem assim. Imóveis também são investimentos tidos como bastante seguros, mas será que isso é verdade?

Com um texto bastante provocativo e cheio de reflexões, Renato de Vuono promove uma saudável discussão sobre o medo que muitas pessoas têm de investir melhor seu dinheiro.

Clique aqui para ler o texto completo.

Orçamento Familiar: O que salta aos olhos costuma ferir o bolso

A literatura de vendas, cada vez mais extensa e uma das mais antigas em termos de ensinamentos, costuma dizer que “as pessoas não compram nada, os produtos é que são vendidos para elas”. Em outras palavras, algumas necessidades são simplesmente inventadas e trabalhadas sob o aspecto da emoção.

Técnicas de persuasão cada vez mais refinadas e a inclusão social pelo consumo nos “forçam” a tomar decisões incoerentes com nossos limites financeiros. O resultado é um endividamento cada vez maior. Diante disso, como fazer para manter o orçamento familiar em dia?

Clique aqui para aprender maneiras de manter o orçamento familiar em dia.

Acompanhe os novos artigos durante a semana e domingo que vem volto com os artigos mais compartilhados e visitados. Obrigado pela confiança. Até mais.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários