Seguindo sugestões de nossos leitores, faremos todo domingo de noite uma seleção, com resumo, dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior. A ideia é oferecer a você um panorama das preferências de mais leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

O dinheiro não dura o mês inteiro? Confira 4 passos para sair do sufoco!

Tenho certeza que sair do sufoco financeiro é algo possível para todos. Lembre-se que ganhar bem não garante uma vida livre de dívidas, conforme mostrei com o exemplo de meu amigo. Muito do sucesso financeiro depende de gastar com inteligência e apostar em bons controles para melhorarmos nossas decisões de consumo e investimento.

Decidir mudar uma situação delicada e passar por um processo de transformação é sempre um exercício que requer força de vontade e dedicação. Em diversos momentos, novas dúvidas, dificuldades e tentações surgirão, isso é fato! Aceitar abrir mão do imediatismo por um objetivo maior é um preço a ser pago por quem deseja alcançar o sucesso. Vale a pena!

Clique aqui para conferir 4 passos para sair do sufoco.

Seu dinheiro aplicado não está rendendo mais que a inflação? Saiba o que fazer!

O efeito do aumento dos preços é chamado de inflação. A inflação é um item muito importante a ser levado em consideração na hora de investir, uma vez que, em uma ótica inversa, ela representa a perda do poder de compra por parte do consumidor – assim, sempre que vamos investir precisamos buscar um investimento que ofereça retorno igual ou superior a inflação.

Mas por que eu preciso de um investimento com retorno igual ou maior que a inflação? A resposta é simples: se eu perdi, no decorrer de um ano, o poder de compra em 6% devido à inflação, posso afirmar que o meu custo de vida aumentou em 6% ao longo deste período.

Clique aqui para aprender a investir e vencer a inflação.

Se a vida é tão efêmera, por que somos tão apegados às coisas?

Há uma história muito antiga que fala sobre um grande homem que habitou esse planeta há mais de 2000 anos. Independente de crença, se nos atermos apenas ao texto há muita sabedoria nisso tudo. Uma passagem diz: “Vende tudo quanto tens, reparte-o pelos pobres, e terás um tesouro no céu; vem, e segue-me.”

O que está realmente contido nesta passagem é uma lição sobre apego material, não só a coisas, mas também a pessoas. A pergunta implícita aqui é: quanto você está preparado para perder tudo que tem e todos que ama? Difícil, não é? Afinal, jamais nos preparamos para abrir mão, apenas para ganhar mais e mais.

Clique aqui para ler uma reflexão profunda sobre dinheiro.

Se você ama mesmo seus filhos, pare de fazer tudo por eles!

Até quando filhos devem ser dependentes dos pais? A pergunta não tem uma resposta certa, e eu não seria maluco de tentar respondê-la com algum número mágico. Proponho, então, mudar a maneira de olhar para a questão: a independência em relação aos pais não pode ser considerada uma atitude de amor e agradecimento?

Leio bastante sobre formação de filhos, educação para princípios e valores e, principalmente, legado. Todos os especialistas e grandes exemplos neste sentido são unânimes em afirmar que o principal a ser desenvolvido nas crianças e jovens é a autoconfiança, balanceada com a curiosidade e resiliência.

Clique aqui para ler minha polêmica opinião sobre esse assunto.

Educação financeira e exercícios físicos: porque a vida é sonhar e treinar!

Você tem sonhos, desejos e objetivos, certo? Obviamente, pensa em realizá-los, não é mesmo? Para isso você precisa de entrega, sacrifício, dedicação e paciência. “Chegar lá” não é uma coisa da noite para o dia, embora pareça assim nos livros de empreendedorismo mais populares por ai. Tudo isso não é novidade, você já sabia.

Na educação financeira, que precede e apoia a realização de qualquer objetivo, tudo depende de quão empenhado você está para alcançar suas metas, sejam elas quais forem, sonhos materiais ou experiências. O comportamento vem antes do dinheiro, sempre!

Clique aqui para ler o artigo completo.

Acompanhe os novos artigos durante a semana e domingo que vem voltamos com os artigos mais compartilhados e visitados. Obrigado pela confiança. Até mais.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários