Olá amigo leitor, tudo bem? Chegou mais um Top5 Dinheirama. Como você já sabe, todo inicio de semana, publicaremos uma seleção com o resumo dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior.

A ideia é lhe oferecer um panorama das preferências de outros leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

4 coisas que o gerente do banco não te conta

Ter conta em banco é necessário, mas não precisa ser caro e nem dar dor de cabeça. No texto de hoje, falamos sobre algumas coisas que o banco não te conta. Sabendo tais informações, você pode economizar um bom dinheiro e tomar decisões mais acertadas de acordo com a sua realidade financeira.

1. Há opção de conta bancária sem tarifa

O oferecimento de uma conta online sem tarifa é uma realidade desde 2010, depois da publicação da Resolução 3.919 pelo Banco Central. Mas tal opção é quase que secreta e, infelizmente, não é popular. Afinal, não é interesse para o banco oferecer um serviço sem custo para o cliente.

Clique aqui para ler o texto completo

Baixar o padrão de vida é melhor que sofrer com as dívidas

Mais da metade da população economicamente ativa de nosso país está endividada. São mais de 60 milhões de brasileiros.

Muitas pessoas, embora endividadas, não estão inadimplentes. Elas pagam regularmente as prestações do empréstimo, e seguem normalmente a vida.

No entanto, não podemos ignorar o fato de que essas pessoas dependem muito mais de suas fontes de renda do que aqueles que, ao invés de dívidas, possuem uma reserva financeira.

Clique aqui para ler o texto completo

E agora rentistas, como ficam os investimentos daqui para frente?

Rentista é o significado que se dá para aquele que vive de renda, de rendimentos. São investidores com perfil “em tese” mais conservador, que investem em títulos do tesouro, fundos de investimentos atrelados a taxa de juros do país, CDB´s e outros ativos deste mesmo perfil.

E agora?

Na semana que passou, muitas indicações vieram da equipe econômica do governo Temer sinalizando que a taxa de juros começará sua trajetória de queda.

Clique aqui para ler o texto completo

Você é inteiro ou apenas metade? Entenda como isso pode te quebrar

Carl Gustav Jung é o pai da psicologia analítica. Embora muitos façam confusão de sua linha teórica com a psicanálise, afinal, ele foi pupilo de Freud, foi justamente a diferença de pensamentos que o levou a seguir seu próprio caminho.

E entre suas teorias mais célebres está a individuação. Jung dizia que nós somos seres únicos e indivisíveis, o que nos falta é termos consciência (de fato) disso e assim, vivermos sob essa noção.

Indivíduos vivem para si e não para os outros, e esse é um ponto fundamental, que, acredite, pode arruinar sua vida financeira. A essas pessoas que precisam de coisas externas para sentirem-se completas chamamos de “metades”.

Clique aqui para ler o texto completo

Você está pronto para tirar o dinheiro da poupança? Vamos nessa!

Converso com muitas pessoas que possuem uma vida financeira estável. A maioria delas tem curso superior e trabalha em empresas. Elas recebem seu salário regular em troca de seus serviços profissionais especializados.

Felizmente, uma boa parte delas tem o hábito de poupar. Destinam uma pequena parte de sua renda para compor uma reserva financeira, que pode ter vários objetivos.

No entanto, tenho percebido um problema. A maioria dessas pessoas ainda utiliza produtos financeiros inadequados como destino para estes recursos (a poupança é uma delas).

Clique aqui para ler o texto completo

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários