Olá amigo leitor, tudo bem? Chegou mais um Top5 Dinheirama. Como você já sabe, todo início de semana, publicamos uma seleção com o resumo dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior.

A ideia é lhe oferecer um panorama das preferências de outros leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

Carteira assinada: a fórmula que inventaram para controlar seu sucesso

Nos últimos meses, com o agravamento da crise econômica, muitos dos meus amigos de antigamente (aqueles que se vangloriavam da estabilidade) começaram a perder o trabalho. No fundo a estabilidade não existe.

O mundo mudou rapidamente e hoje, com tantas possibilidades surgindo através de serviços novos e empresas inovadoras, aquele que ainda pensa em trabalhar a partir de uma relação trabalhista CLT está, no melhor dos cenários, perdendo tempo (e dinheiro).

Clique aqui para ler o post completo

Os investidores continuam se sabotando: entenda os motivos

Tenho 17 anos de atuação no mercado financeiro. Cometi muitos erros, que fizeram parte do meu processo de aprendizado.

Toda essa experiência junto aos investidores me leva à conclusão que muitos investidores têm se sabotado.

Isso acontece tanto com quem investe no curto prazo (com operações de day trade e swing trade), como também com aqueles que investem no longo prazo (que montam carteiras para posição).

Clique aqui para ler o post completo

O brasileiro nasce, cresce, põe o nome no Serasa e morre?

A pergunta do título é, na verdade, uma piada (de mal gosto) antiga que circula no Brasil. Com as taxas de juros que praticamos aqui, é muito fácil se ver diante de uma tragédia financeira, e “sucumbir” frente a isso é comum. Infelizmente.

Existem termos no mercado financeiro que causam alguma confusão, e tem gente que nem toma gosto por finanças por causa disso. Fique tranquilo, pois esse é um dos papéis do Dinheirama: ensinar finanças (e outros assuntos relacionados) através de uma linguagem simples.

Clique aqui para ler o post completo

4 Dicas simples para organizar o seu orçamento (e viver feliz)

Para a maioria das pessoas, organizar o orçamento é considerado um bicho de sete cabeças. Conheço algumas pessoas que não organizam o orçamento pelos seguintes motivos:

  • Acreditam que a organização do orçamento serve única e exclusivamente para cortar gastos e privar o consumo;
  • Por medo de conhecer a sua real situação financeira.

O que a organização realmente proporciona é fazer com que você gaste menos do que ganha sempre em busca da realização de seus sonhos.

Clique aqui para ler o post completo

Quem se endivida, não cresce. Você acredita nisso?

Eu cresci ouvindo que “quem não se endivida, não cresce”, ou “quem não financia, não conquista nada”. As palavras talvez não sejam exatamente isso, mas você pegou a ideia.

Assim, até determinado ponto de minha juventude, acreditei que o caminho “normal”, era carregar umas dívidas vitalícias para poder “ter as coisas”.

Clique aqui para ler o post completo

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários