Olá amigo leitor, tudo bem? Chegou mais um Top5 Dinheirama. Como você já sabe, todo início de semana, publicamos uma seleção com o resumo dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior.

A ideia é lhe oferecer um panorama das preferências de outros leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

A pobreza me abandonou, mas eu não abandonei a pobreza

Tenho uma amiga e cliente (atualmente mais amiga que cliente) com a qual me identifico bastante.

Compartilhamos uma visão de mundo e de vida muito parecida e nossas conversas fluem de forma leve e tranquila.

Da última vez que nos encontramos ela comentou sobre seus costumes quase espartanos, deixando claro que, apesar de ser uma empresária de sucesso, não adquiriu hábitos de ostentação e que gosta de viver a vida de forma bem simples.

Clique aqui para ler o post completo

Mentalidade rica: será que isso é pra valer ou é papo furado?

Sejamos francos: não é fácil para ninguém aceitar os próprios erros, mas não há outro caminho melhor para o crescimento pessoal que errar. Admiro quem erra, assume, aprende e, portanto, cresce como pessoa e profissional.

Não é o dinheiro, mas sim o comportamento o maior responsável pelo sucesso financeiro de uma pessoa. Vamos refletir um pouco mais sobre isso?

Pense nessa pergunta: você se sente rico ou pobre? Calma. Pense com carinho, é uma pergunta profunda.

Clique aqui para ler o post completo

10 maiores erros do investidor ao fazer planejamento financeiro (parte 1)

É uma realidade que a maior parte dos brasileiros não possui uma cultura de investimento, diferente do americano e europeu.

Entretanto, uma minoria acredita estar fazendo planejamento financeiro, mas o faz de forma errada e sem nenhuma metodologia.

Já atendi clientes que acreditavam que, por diversificarem o patrimônio, estariam seguros. Quando eu perguntava a eles qual o critério e metodologia utilizados, ficavam simplesmente perdidos em suas respostas.

Clique aqui para ler o post completo

A poupança morreu, mas será que você percebeu?

Você rasga dinheiro? Queima? Falo no sentido literal mesmo. Saca uma pequena pilha de dinheiro de sua conta corrente e atear fogo? A resposta, provavelmente, é não, certo?

Pois bem, ninguém em sã consciência faz isso. Pelo menos não nós, meros mortais que ainda temos que trabalhar muito para conquistar as coisas.

Bom, mas há mais maneiras de se “rasgar” dinheiro do que nossos olhos podem ver. Se você quer enriquecer, é bom ficar atento.

Clique aqui para ler o post completo

O primeiro passo é o mais importante para alcançar sua meta financeira

O movimento em direção à mudança, na maior parte das vezes é difícil. Para mudar temos que quebrar hábitos e ninguém gosta disso, pois gera desconforto.

Nesse texto vou “alfinetar” o seu inconsciente, mesmo que não pareça, para você dar mais um passo em direção aos seus objetivos financeiros.

Clique aqui para ler o post completo

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários