Agora você confere as principais notícias de 28/03/2018, quarta-feira.

Raquel diz que Aécio usou cargo para ‘objetivos espúrios’ e pede recebimento de denúncia

Em manifestação encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, acusou o senador Aécio Neves (PSDB) de usar o cargo para atingir objetivos espúrios e reiterou o pedido para que a Corte receba a denúncia apresentada contra o tucano pelos crimes de corrupção passiva e obstrução de Justiça no âmbito da delação feita por executivos da J&F.

Aécio foi gravado pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista e é acusado de tentar atrapalhar o andamento das investigações da Operação Lava Jato.

Além de Aécio Neves, o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou no ano passado Andrea Neves da Cunha, irmã de Aécio, Frederico Pacheco de Medeiros, primo do senador conhecido como Fred, e Mendherson Souza Lima, ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrella (MDB).

“O teor das articulações de Aécio Neves, obtidas por meio das interceptações telefônicas, ilustra de forma indubitável que a conduta do acusado, que procurou de todas as formas que estavam ao seu alcance livrar a si mesmo e a seus colegas das investigações, não se cuidou de legítimo exercício da atividade parlamentar”, observou a procuradora-geral da República.

“Ao contrário, o senador vilipendiou de forma decisiva o escopo de um mandato eletivo e não poupou esforços para, valendo-se do cargo público, atingir seus objetivos espúrios”, prosseguiu Raquel.

Livro grátis: Garanta um exemplar gratuito do livro “Mercadores da Noite” de Ivan Sant’Anna

Fachin relata ameaças e se diz preocupado com segurança da família

O relator da Operação Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal), Edson Fachin, afirmou ter havido ameaças a membros de sua família e se disse preocupado com a segurança.

Em entrevista à Globonews divulgada nesta terça (27), o ministro do Supremo disse que tem tratado do assunto com a presidente da corte, ministra Cármen Lúcia, e com uma delegada da Polícia Federal que atua no tribunal, e contou que pediu providências.

“Uma das preocupações que tenho não é só com julgamentos, mas também com a segurança de membros de minha família. Tenho tratado desse tema e de ameaças que têm sido dirigidas a membros de minha família.”

Ele disse que “nem todos os instrumentos ainda foram agilizados”. “Eu efetivamente ando preocupado com isso e esperando que não troquemos a fechadura de uma porta já arrombada também nesse tema.”

Aproveite: eBook gratuito “Guia prático para declarar suas aplicações financeiras no IR”

Governo volta a registrar déficit e termina fevereiro com rombo de R$ 19,293 bi

As contas do Governo Central, que abrangem Banco Central, Previdência Social e Tesouro Nacional, terminaram fevereiro com saldo negativo. Após o superávit de R$ 31,069 bilhões em janeiro, o Governo Central ficou com déficit primário de R$ 19,293 bilhões.

Analistas afirmam que o resultado é explicado pela sazonalidade desfavorável em fevereiro, mês que não concentra uma série de receitas de tributos como acontece em janeiro.

Em fevereiro, a arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 105,122 bilhões, alta real de 10,67% na comparação com igual mês de 2017. Porém, em relação a janeiro, houve queda de 32,66%.

Livro grátis: Garanta um exemplar gratuito do livro “Mercadores da Noite” de Ivan Sant’Anna

Bolsa brasileira acompanha piora no exterior e cai 1,5%

As ações de empresas de tecnologia tiveram fortes quedas nesta terça-feira (27), afetadas pela queda de 4,9% do Facebook. O mau humor contaminou outros indicadores e chegou até a Bolsa brasileira, que fechou em baixa sob peso de Petrobras, Vale e bancos. O dólar subiu para R$ 3,33, maior patamar em três meses.

O Ibovespa, índice das ações mais negociadas, teve queda de 1,50%, para 83.808 pontos. O volume financeiro negociado foi de R$ 9,5 bilhões. A média diária de março está em R$ 11,1 bilhões.

O dólar comercial subiu 0,81%, para R$ 3,332, maior patamar desde 22 de dezembro do ano passado. O dólar à vista, que fecha mais cedo, avançou 0,71%, para R$ 3,329.

Aproveite: eBook gratuito “Guia prático para declarar suas aplicações financeiras no IR”

Acompanhe o fechamento do mercado financeiro com Alvaro Bandeira

Clique e ouça

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários