Agora você confere as principais notícias de 16/01/2018, terça-feira.

Tribunal impede mais uma vez posse de Cristiane Brasil no Trabalho

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região manteve novamente nesta segunda (15) a liminar que impede a posse da deputada federal Cristiane Brasil (PTB) para o cargo de ministra do Trabalho.

Nesta sexta (12), a Advocacia-Geral da União (AGU) havia entrado com embargos de declaração no TRF-2 contra a liminar que suspendeu a deputada de assumir o cargo.

Com a decisão, a formalização dela no cargo, que deveria ter acontecido em cerimônia na terça (9), continua suspensa.

O juiz federal Vladimir Vitovsky negou os recursos da AGU e fixou a competência da 4ª Vara Federal de Niterói para tratar do caso.

Considerado uma espécie de recurso para que o tribunal se pronuncie sobre obscuridades, dúvidas, omissões ou contradições de suas decisões, os embargos de declaração foram mais uma tentativa do governo federal de derrubar a liminar que suspendeu a posse.

Nesta segunda, o juiz federal de Niterói (RJ) Leonardo Couceiro, que decidiu suspender na semana passada a posse sob o argumento de que a indicação desrespeita o princípio da moralidade administrativa, negou pedido da AGU para reconsiderar a sua própria decisão.

Planalto diz que encontro de Temer com diretor da PF foi sobre segurança

O presidente Michel Temer e o diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, conversaram na manhã desta segunda-feira (15), sobre “segurança pública e segurança nas fronteiras”, segundo a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto.

Na conversa, os dois conversaram ainda sobre a possível criação de uma polícia federal fardada. Auxiliares do presidente negam que os dois tenham tratado do depoimento do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que aconteceu nesta segunda-feira. Interlocutores do Planalto também dizem que não foi tratado na conversa sobre as repostas para as 50 perguntas que foram encaminhadas a Temer pela Polícia Federal no inquérito sobre suposto esquema de corrupção no Porto de Santos.

Na última sexta-feira (12), o presidente teve um encontro com seu advogado, Antônio Cláudio Mariz, em São Paulo. Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, Mariz afirmou que Temer vai responder a todas as perguntas, apesar de sua defesa considerar alguns dos questionamentos “impertinentes”.

Ao contrário do ano passado, quando em junho ignorou a PF e não respondeu a nenhuma das 82 indagações feitas no âmbito de outro inquérito – sobre corrupção passiva, obstrução da Justiça e organização criminosa no caso do Grupo J&F -, desta vez o presidente decidiu responder. As respostas deverão ser protocoladas no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta semana. O relator do inquérito na Corte é o ministro Luís Roberto Barroso.

Bolsa atinge novo recorde

Dados melhores que o esperado de atividade econômica impulsionaram a Bolsa brasileira nesta segunda (15), em dia de feriado nos Estados Unidos, o que limitou as negociações no mercado doméstico.

O Ibovespa, das ações mais negociadas, fechou em alta de 0,51%, para 79.752 pontos, novo recorde nominal. O giro financeiro do pregão foi de R$ 10,11 bilhões, em dia de vencimento de opções sobre ações que movimentou R$ 4,76 bilhões, o que impulsionou o volume.

O dólar comercial subiu 0,09%, para R$ 3,210. O dólar à vista, que fecha mais cedo, teve queda de 0,22%, para R$ 3,203.

Regulação de criptomoeda deve ser em nível global, diz BC alemão

Qualquer tentativa de regular criptomoedas, como o bitcoin, deve ser em escala global, uma vez que as regras nacionais ou regionais dificilmente seriam obedecidas por uma comunidade virtual e sem fronteiras, disse nesta segunda-feira (15) um diretor do banco central da Alemanha.

Autoridades nacionais em todo o mundo, particularmente na Ásia, tentaram colocar freios no boom global na negociação de bitcoin e outras cripomoedas.

Joachim Wuermeling, membro do conselho do Bundesbank (banco central alemão) disse, no entanto, que as regras nacionais terão dificuldades em conter um fenômeno global.

“A regulamentação efetiva das moedas digitais somente será possível por meio de uma maior cooperação internacional, porque o poder regulatório dos países é obviamente limitado”, disse Wuermeling em um evento em Frankfurt.

Acompanhe o fechamento do mercado com Alvaro Bandeira


Clique para ouvir

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários