Agora você confere as principais notícias de 05/08/19 segunda-feira.

Plano de Saúde de Parlamentares custou R$ 93 milhões até Junho de 2019

A Câmara dos Deputados gastou R$ 93 milhões com assistência médica e odontológica de parlamentares e servidores de janeiro a junho deste ano. O valor é quase o mesmo desembolsado para esses serviços em todo o ano passado, quando foram despendidos R$ 100 milhões, e se aproxima do montante total previsto no Orçamento de 2019 – R$ 117 milhões.

Todos os deputados têm direito a um plano de saúde, que é bancado pela Casa. Os R$ 93 milhões, contudo, foram usados para serviços adicionais: custear o departamento médico da Câmara e reembolsar despesas dos parlamentares e dos servidores não cobertas pelo plano, como o tratamento dentário de Marco Feliciano (Podemos) revelado pelo jornal O Estado de São Paulo no sábado (3).

Como mostrou a reportagem, o  deputado pastor foi reembolsado em R$ 157 mil para um tratamento odontológico realizado em uma clínica de Luziânia (GO). O parlamentar argumentou que precisava corrigir um problema de articulação na mandíbula e reconstruir o sorriso com coroas e implantes na boca.

O deputado reconheceu que o valor do seu tratamento ficou “caro”, mas disse que encontrou orçamentos mais onerosos para os cofres públicos. “É um tratamento caro, mas foi para saúde, e não para estética. Foi para poder trabalhar. Como sou empregado, e onde trabalho há esta alternativa, eu precisava do tratamento”, afirmou. “Não há crime.”

Leia também: Ministro Fux Proíbe Destruição de Mensagens e Quer Cópia de Inquérito contra Hacker

Fundo do megainvestidor Warren Buffet acumula R$ 460 bilhões em caixa

O fundo Berkshire Hathaway, do megainvestidor Warren Buffett, encerrou o segundo trimestre com crescimento nos lucros e um montante recorde de dinheiro em caixa para novas aquisições.

O conglomerado de investimentos disse que o lucro no segundo trimestre subiu 17% em relação ao mesmo período do ano anterior, para US$ 14,1 bilhões (R$ 53,6 bilhões). A empresa atribuiu cerca de metade desse ganho a oscilações nos mercados financeiros e à venda de alguns de seus investimentos, o que compensou ganhos menores com a divisão de seguros.

O dinheiro em caixa do Berkshire também continuou em ascensão, alcançando um recorde de US$ 122 bilhões (R$ 463 bilhões) no período, enquanto o valor de sua carteira de ações subiu além da marca de US$ 200 bilhões (R$ 760 bilhões).

Buffett quer uma aquisição empresarial expressiva, mas em uma carta aos acionistas, divulgada em fevereiro, alertou que os preços estavam “extremamente altos”. Por isso, o grupo deverá investir em ações, enquanto espera por uma “aquisição do tamanho de um elefante”.

Em vez disso, o grupo gastou cerca de US$ 442 milhões (R$ 1,7 bilhão) no trimestre recomprando suas próprias ações. As recompras de ações agora são acompanhadas de perto por investidores e analistas, com alguns esperando que a Berkshire acelere esse processo.

Assista agora: Como escolher Fundos de Investimentos? O que é preciso saber? 🤔

Com fim de acordo, EUA testarão novos mísseis

Os Estados Unidos planejam realizar em breve testes de mísseis cuja tecnologia teria violado um tratado com a Rússia que expirou nesta sexta-feira, revelaram funcionários de alto escalão do governo. O presidente Donald Trump anunciou em 2018 que retiraria os EUA do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF) de 1987 após acusar a Rússia de desenvolver uma arma que violou o pacto.

Os EUA suspenderam formalmente sua participação em fevereiro, iniciando uma contagem de seis meses para encerrar o pacto. O secretário de Estado, Michael Pompeo, disse em um comunicado que a Rússia tinha uma longa história de descumprimento e “é a única responsável pelo fim do tratado”.

A violação da Rússia do acordo INF representa “importantes riscos” para a segurança dos países que integram a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), que “responderá de maneira ponderada e responsável”, indicou uma declaração da aliança atlântica divulgada nesta sexta-feira.

O presidente russo, Vladimir Putin, que rejeita a acusação, retirou seu país do tratado no mês passado em retaliação à decisão dos EUA. “A Rússia está pronta com uma resposta à retirada dos EUA”, disse ontem Vladimir Shamanov, chefe do comitê de defesa do Parlamento, informou o serviço de notícias da Interfax.

Autoridades americanas disseram que o Kremlin já instalou armas na Rússia ocidental, com capacidade para atingir alvos em qualquer parte da Europa Ocidental, violando o tratado. Eles disseram que a Rússia ignorou vários alertas de que estava fora de conformidade.

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários