Quais as coisas que o dinheiro não compra? Somos um site de educação financeira e é natural que o dinheiro seja o centro de nossas atenções durante quase todo o tempo.

Mas chegamos àquela fase de fim de ano em que é preciso aproveitar o maior grau de abertura que cada um de nós têm em relação aos próprios sonhos para tratar de pontos que têm muito valor, ainda que nem sempre possamos precificá-los.

Falar que existem coisas que o dinheiro não compra parece algo como chover no molhado, não é verdade? A gente sabe que por mais dinheiro que alguém tenha, certas situações simplesmente não dependem de questões financeiras. E neste caso não há nada que se possa fazer.

Saúde, amor verdadeiro e tempo de permanência neste planeta, por exemplo, são coisas que não controlamos, não dependem de nós, ainda que possamos nos esforçar vivendo uma vida equilibrada, fazendo o bem, cultivando sentimentos positivos.

Hoje recebi uma mensagem no Facebook que dizia: “O que tem valor, não tem preço”. E talvez seja sábio lembrarmos mais frequentemente dela.

De fato, não são poucos os dias em que nos dedicamos tanto a trabalhar, a conquistar, a investir, e nos esquecemos do básico: as coisas de valor que dão sentido a todo esse esforço diário que fazemos em busca de uma vida melhor e mais equilibrada financeiramente.

Oportunidade: Poupança turbinada na Diin (rende mais e mais seguro que a Poupança)

Colocar na balança é preciso

Que tal aproveitar que o ano está terminando e no lugar de aguardar janeiro para fazer a sua lista de metas, traçar alguns itens que você realmente gostaria de colocar em prática ainda neste ano?

Costumamos dizer em educação financeira que ninguém poupa, investe ou tem ânimo para melhorar as finanças se não houver sonhos motivadores. Da mesma forma, é preciso parar de tempos em tempos para refletir sobre o que nos motiva em nosso cotidiano muitas vezes cansativo e cheio de desafios.

Neste caso, não precisam ser sonhos grandes. Podem ser, como diz o título do artigo, as coisas que o dinheiro não compra, como passar um tempinho com alguém que você ama e não vê há tempos, dar um telefonema para um amigo, realizar uma caminhada no parque.

Ouça: DinheiramaCast – 5 MOTIVOS para a ALTA do DÓLAR

Qual a sua lista de coisas que o dinheiro não compra?

O ano está acabando e em breve estaremos de novo comemorando Natal, Reveillon, e muitas vezes viajando junto com a família. É natural que por todo lado se fale em comprar, em consumir.

Mas o que proponho agora é que você faça uma lista de pequenas coisas que gostaria de fazer ainda neste ano e que farão diferença para que comece um ano novo mais feliz e com mais significado.

Para ajudar fiz uma pequena lista também. O que você ainda pode fazer nestes pouco mais de 30 dias que este ano ainda nos reserva? Boa sorte e vamos juntos!

  • Telefonar ou enviar uma mensagem para um amigo com quem você não fala há tempos
  • Visitar um avô, avó, tios ou parentes mais velhos que andam solitários e que se alegrariam muito com uma visita sua
  • Iniciar uma frequência de exercícios por no mínimo duas vezes por semana
  • Iniciar o hábito diário de agradecer mais e, se tiver filhos, ensinar as crianças a fazerem o mesmo
  • Separar coisas que não usa mais e doar
  • Ajudar alguém que esteja precisando
  • Ler um bom livro
  • Ensinar alguma coisa positiva a alguém 

Janaína Gimael
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários