Home Economia e Política Dívida pública bruta sobe a 75,7% do PIB em março, maior nível em dois anos

Dívida pública bruta sobe a 75,7% do PIB em março, maior nível em dois anos

No mês, o setor público consolidado registrou um superávit primário de 1,177 bilhão de reais. Economistas consultados em pesquisa da Reuters esperavam défict de 1,55 bilhão de reais

por Reuters
0 comentário

A dívida bruta do Brasil registrou aumento em março, mas ainda ficou abaixo do esperado, enquanto o setor público consolidado brasileiro contrariou as expectativas e apresentou superávit primário, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira pelo Banco Central.

A dívida pública bruta do país como proporção do PIB fechou março em 75,7%, contra 75,5% no mês anterior. Já a dívida líquida foi a 61,1%, de 60,9%.

É o maior patamar em dois anos, quando a dívida bruta estava em 76,3%. Naquele mês, em abril de 2022, encerrava-se a pandemia do coronavírus no Brasil. A dívida chegou a um pico de 87,6% em dezembro de 2020.

As expectativas em pesquisa da Reuters eram de 75,8% para a dívida bruta e de 61,3% para a líquida.

Em março, o setor público consolidado registrou um superávit primário de 1,177 bilhão de reais, contra expectativa de economistas consultados em pesquisa da Reuters de um saldo negativo de 1,55 bilhão de reais.

O desempenho mostra que o governo central teve déficit de 1,898 bilhão de reais, enquanto Estados e municípios registraram superávit primário de 3,418 bilhões de reais e as estatais tiveram saldo negativo de 343 milhões de reais, mostraram os dados do Banco Central.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.