Home Mercados Dólar cai abaixo dos R$ 5,40 em dia positivo para ativos brasileiros

Dólar cai abaixo dos R$ 5,40 em dia positivo para ativos brasileiros

Nos dois últimos dias úteis, a moeda norte-americana acumulou baixa de 1,31%

por Reuters
0 comentário

Após os avanços recentes, o dólar (USDBRL) emplacou nesta segunda-feira a segunda sessão consecutiva de queda no Brasil, retornando para abaixo dos 5,40 reais, em movimento favorecido pela busca por moedas de maior risco em todo o mundo e com investidores à espera de divulgações importantes ao longo da semana.

O dólar à vista encerrou o dia cotado a 5,3904 reais na venda, em baixa de 0,94%, após ter atingido na quinta-feira passada o maior valor de fechamento em quase dois anos. Nos dois últimos dias úteis, a moeda norte-americana acumulou baixa de 1,31%.

Às 17h04, na B3 o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento caía 0,83%, a 5,3935 reais na venda.

A moeda norte-americana oscilou no território negativo ante o real durante toda a sessão. Um dos fatores para a queda era a realização de lucros por parte de alguns agentes, após os fortes avanços do dólar.

Até o início da sessão desta segunda-feira o dólar havia acumulado elevação próxima de 12% em 2024, com altas semanais nas últimas cinco semanas, o que abria espaço para ajustes.

Além do movimento de realização, a baixa do dólar nesta segunda-feira era justificada pelo exterior, onde o dia foi de valorização quase generalizada das divisas de exportadores de commodities ou emergentes.

O dólar tinha baixas firmes ante o peso colombiano e o peso mexicano.

(Imagem: Freepik/@freepik)

Neste cenário, a moeda norte-americana à vista oscilou entre a cotação máxima de 5,4378 reais (-0,21%) às 9h02 e a mínima de 5,3764 reais (-1,19%) às 10h58.

A queda do dólar ante o real ocorreu em paralelo à alta firme do Ibovespa e da queda das taxas dos DIs (Depósitos Interfinanceiros), em um dia de modo geral positivo para os ativos brasileiros.

A sessão transcorreu sem a divulgação de indicadores importantes e sem declarações de autoridades em Brasília que gerassem ruídos.

Investidores também aguardavam a ata do último encontro do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, a ser divulgada na terça-feira.

O documento trará mais detalhes sobre a manutenção da taxa Selic em 10,50% na semana passada, em decisão unânime.

Além disso, há expectativa pela divulgação de dados econômicos importantes no Brasil e no exterior ao longo da semana, como o IPCA-15 brasileiro na quarta-feira e o índice de inflação PCE norte-americano na sexta-feira.

Às 17h25, o índice do dólar que mede o desempenho da moeda norte-americana frente a uma cesta de seis divisas caía 0,38%, a 105,480.

Pela manhã o Banco Central vendeu todos os 12.000 contratos de swap cambial tradicional ofertados para rolagem dos vencimentos de agosto.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.