dinheirama-post-economia-brasileira-cresce-pouco-2-trimestreA economia do Brasil teve crescimento de 1,13% em junho em comparação com maio, segundo dados divulgados na semana passada pelo Banco Central (BC). No 2º trimestre, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) teve alta de 0,89%, na comparação com o 1º trimestre.

O índice é elaborado mensalmente pelo BC e é considerado uma prévia do PIB (Produto Interno Bruto), que é calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) a cada trimestre e leva a um resultado anual.

O indicador do Banco Central é visto pelo mercado como uma antecipação do resultado do PIB e serve de base para investidores e empresas adotarem medidas de curto prazo. Porém, não necessariamente reflete o resultado anual do PIB e, em algumas vezes, distancia-se bastante.

Previsões de crescimento da economia têm queda

A baixa confiança tem sido um dos principais problemas para uma retomada da economia neste ano, agravada recentemente pelas manifestações que pararam várias cidades no Brasil, em meio à própria fraqueza da atividade e ao cenário de inflação elevada.

Entre os vários setores, tanto a confiança do consumidor quanto da indústria tiveram em julho o menor nível desde 2009, e o governo já avalia que o terceiro trimestre deve ter desempenho econômico aquém do visto entre abril e junho.

O governo reduziu, no final de julho, a previsão de crescimento da economia neste ano de 3,5% para 3%.O FMI (Fundo Monetário Internacional) reduziu, no início de julho, a estimativa de alta do PIB do país para 2,5%.

Você tem “percebido” o aumento do PIB brasileiro? Vê que a economia brasileira está melhorando em relação aos últimos meses? Qual é sua aposta para o PIB em 2013? Comente abaixo e compartilhe o post.

Fonte: UOL Economia. Foto brazilian money, Shutterstock.

Igor Oliveira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários