Home Economia e Política Economia Brasileira: A Tempestade Perfeita Chegou!

Economia Brasileira: A Tempestade Perfeita Chegou!

por Alvaro Bandeira
0 coment√°rio

Sem querer ser taxado de alarmista, ao que tudo indica a ‚Äútempestade perfeita‚ÄĚ parece ter chegado √† costa brasileira. O ‚Äúc√©u de brigadeiro” que vigorou em outros tempos tornou-se pl√ļmbeo, sem que o governo introjetasse qualquer culpa por isso. Nossos dissabores s√£o invariavelmente atribu√≠dos ao ambiente externo.

Ocorre que novamente estamos na contramão do mundo. O mundo está se ajustando, contendo gastos, reduzindo nível de endividamento, com inflação muito baixa e temor de deflação em muitos países, mas também com claros sinais de que as economias começam a recuperar.

Por aqui os gastos p√ļblicos s√≥ fazem aumentar, o endividamento beira os 60% do PIB, marca recomendada internacionalmente, a infla√ß√£o √© alta e persistente, apesar do forte aumento dos juros, e todos os sinais emitidos pela economia s√£o de estagna√ß√£o (no m√≠nimo) ou de deteriora√ß√£o.

Por aqui o governo vai sempre ‚Äúempurrando com a barriga‚ÄĚ, dizendo que no futuro a situa√ß√£o ir√° melhorar. Acontece que ‚Äúo futuro a Deus pertence‚ÄĚ, ou no ‚Äúlongo prazo todos estaremos mortos‚ÄĚ, s√≥ para ser um pouco mais cruel.

Nossa tempestade perfeita chegou sob a forma de saldo da balan√ßa comercial que at√© maio mostra d√©ficit de US$ 4,85 bilh√Ķes; sob a forma de d√©ficit em conta corrente at√© abril de US$ 33,5 bilh√Ķes e representando 3,65% do PIB, com os investimentos externos diretos (IED) s√≥ compensando o d√©ficit em conta corrente em 57,9% (US$ 19,4 bilh√Ķes). No passado n√£o muito distante, o IED era maior que o d√©ficit.

O n√≠vel de endividamento beira os 60% do PIB, nossas reservas internacionais em boa parte foram constitu√≠das por esse endividamento (pagando juros mais elevados que os recebidos) e n√£o por excedentes cambiais, e at√© fundo soberano constitu√≠mos (para perder dinheiro aplicando em a√ß√Ķes de empresas estatais e maquiagens).

Por √ļltimo, mas n√£o de menor import√Ęncia j√° que as pesquisas revelam que a infla√ß√£o √© preocupa√ß√£o corrente, o Banco Central elevou a taxa b√°sica de juros de 7,25% para 11,0% desde abril de 2013, e os efeitos no controle da infla√ß√£o foram praticamente nulos at√© aqui.

Há nítido descompasso entre oferta e demanda depois dos estímulos concedidos ao consumo, e a inflação gira soberana ao redor de 5,0%, não raro como agora querendo romper o teto da meta de 6,5%.

O PIB do primeiro trimestre com expansão de 0,2% em relação ao trimestre anterior foi muito fraco e piores ainda foram os resultados para a formação bruta de capital fixo (FBCF), em queda de 2,1%.

A taxa de investimento em rela√ß√£o ao PIB de 17,7% e a taxa de poupan√ßa em parcos 12,7% sobre o PIB, s√£o baixas. Como essas vari√°veis induzem a performance futura da economia, a probabilidade √© que ainda teremos dados fracos para a economia por um bom tempo. √Č ou n√£o √© uma tempestade perfeita?

A divulga√ß√£o do PIB brasileiro do segundo trimestre deve ocorrer l√° pelo m√™s de agosto, quando j√° estaremos muito pr√≥ximos das elei√ß√Ķes majorit√°rias. Periga a presidente Dilma amargar taxa levemente negativa de crescimento ou PIB estagnado, o que certamente n√£o seria nada positivo para seu pleito de reelei√ß√£o. Isso ainda viria recheado por infla√ß√£o renitente, ao redor de 6,0%.

Apesar disso, e por mais incr√≠vel que possa parecer, ainda assim acreditamos que os mercados por aqui podem ter melhor performance, pegando um pouco de carona na recupera√ß√£o econ√īmica global. Por√©m, isso n√£o acontecer√° sem muita volatilidade, o que significa dizer que ser√° poss√≠vel arriscar um pouco mais em suas aplica√ß√Ķes, mas dentro de boa prud√™ncia e seletividade nas aplica√ß√Ķes.

Por fim, agradeço a leitura e convido-o a avaliar em nosso site Orama.com.br nossos fundos de investimento e letras de crédito, que possuem essas características e apresentam retornos consistentes no longo prazo.  Você pode utilizar, inclusive, ferramentas gratuitas de comparação, simulação e análise (acesse aqui gratuitamente as ferramentas).

Foto “Concept of crisis”, Shutterstock.

O Dinheirama √© o melhor portal de conte√ļdo para voc√™ que precisa aprender finan√ßas, mas nunca teve facilidade com os n√ļmeros.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informa√ß√£o e atesta a apura√ß√£o de todo o conte√ļdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que n√£o faz qualquer tipo de recomenda√ß√£o de investimento, n√£o se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.