Home Economia e Política Economia da Alemanha contraiu 0,3% em 2023, diz escritório de estatísticas

Economia da Alemanha contraiu 0,3% em 2023, diz escritório de estatísticas

No último trimestre do ano passado, a economia alemã encolheu 0,3% em comparação com o trimestre anterior

por Reuters
0 comentário

A economia alemã contraiu em 2023 devido à inflação persistente, aos altos preços da energia e à fraqueza da demanda externa, mas evitou uma recessão no final do ano.

O Produto Interno Bruto (PIB) encolheu 0,3% durante todo o ano de 2023, informou o Escritório Federal de Estatísticas nesta segunda-feira.

“O desenvolvimento econômico geral vacilou na Alemanha em 2023 em um ambiente que continua a ser marcado por múltiplas crises”, disse Ruth Brand, presidente do escritório de estatísticas.

A queda do PIB no ano passado ficou em linha com a previsão dos analistas consultados pela Reuters.

“Apesar das recentes quedas, os preços permaneceram altos em todos os estágios do processo econômico e prejudicaram o crescimento econômico”, disse Brand. “As condições de financiamento desfavoráveis devido ao aumento das taxas de juros e à demanda interna e externa mais fracas também cobraram seu preço.”

A economia alemã não deu continuidade à recuperação da forte queda econômica experimentada no ano de 2020 devido à pandemia, disse Brand, mas o PIB foi 0,7% maior em 2023 do que em 2019, o ano anterior à Covid-19.

O desempenho econômico na indústria, excluindo a construção, diminuiu 2,0% em 2023 devido à produção muito menor no setor de fornecimento de energia, enquanto a atividade econômica em serviços contribuiu para o crescimento.

A construção registrou um crescimento modesto de 0,2% em 2023. A deterioração das condições de financiamento teve um impacto particularmente notável no setor, juntamente com os custos de construção persistentemente altos e a escassez de mão de obra qualificada.

O consumo das famílias em 2023 caiu 0,8%, em dado ajustado pela inflação, em relação ao ano anterior, e os gastos do governo recuaram 1,7%s.

O ritmo moderado de crescimento da economia global e a demanda doméstica fraca em 2023 também impactaram o comércio exterior, que diminuiu apesar da queda dos preços, com as importações sofrendo uma contração de 3,0% e as exportações caindo 1,8% no ano. Isso gerou um saldo positivo de exportações e importações, o que sustentou o PIB.

No último trimestre do ano passado, a economia alemã encolheu 0,3% em comparação com o trimestre anterior.

A maior economia da zona do euro estagnou no terceiro trimestre em comparação com os três meses anteriores, após a revisão do escritório de estatísticas.

Com a estagnação no terceiro trimestre, a economia alemã evitou uma recessão, que é comumente definida como dois trimestres sucessivos de contração.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.