Home Economia e Política Editorial: O Brasil precisa seguir o caminho da ética

Editorial: O Brasil precisa seguir o caminho da ética

por Redação Dinheirama
0 coment√°rio

Na pr√≥xima ter√ßa-feira, dia 06 de junho, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) come√ßar√° o julgamento da chapa Dilma-Temer, que elegeu em 2014 a ex-presidente Dilma Rousseff para mais um mandato como Presidente da Rep√ļblica.

Dilma, afastada da presidência em 2016, e o atual presidente Michel Temer são acusados de delitos no financiamento da campanha.

De acordo com as demonstra√ß√Ķes at√© o momento, √© esperado que o relator, o ministro Herman Benjamin, vote pela cassa√ß√£o da chapa. H√° uma avalanche de evid√™ncias que apontam este caminho, sustentada em documentos e dezenas de testemunhos.

Entre as acusa√ß√Ķes, pesam contra a chapa Dilma-Temer ind√≠cios de:

  • R$ 50 milh√Ķes recebidos em troca da edi√ß√£o de uma MP;
  • R$ 35 milh√Ķes recebidos por caixa dois para a campanha;
  • R$ 25 milh√Ķes negociados por caixa dois para o apoio de 4 partidos;
  • R$ 17 milh√Ķes recebidos como doa√ß√Ķes identificadas irregularmente;
  • R$ 10 milh√Ķes pagos por caixa dois para esposa do marqueteiro;
  • R$ 53 milh√Ķes em despesas sem comprova√ß√£o.

O Brasil precisa mudar seu rumo

O impeachment da presidente Dilma Rousseff dividiu o pa√≠s, como alguns gostam de dizer, mas a crise econ√īmica e as den√ļncias de corrup√ß√£o que ainda hoje pesam contra seu partido levaram a maioria das pessoas a defenderem seu afastamento. Isso √© ineg√°vel.

Hoje, o Brasil atravessa um per√≠odo onde os n√ļmeros da economia parecem melhores, mas ao mesmo tempo a percep√ß√£o das pessoas √© de que a corrup√ß√£o est√° cada dia mais presente na pol√≠tica e nas empresas.

A popula√ß√£o passou a ter a percep√ß√£o de que a presid√™ncia da Rep√ļblica e os cargos pol√≠ticos viraram um instrumento para prote√ß√£o de todo um grupo de poder.

A Reforma mais importante para o Brasil

Boa parte dos políticos que ainda defendem a permanência do presidente Temer batem na tecla da continuidade das reformas, entre elas a da Previdência e a Trabalhista.

N√£o restam d√ļvidas de que o pa√≠s precisa enfrentar as transforma√ß√Ķes que fazem parte de seu crescimento e tamb√©m do envelhecimento da sua popula√ß√£o.

O discurso da austeridade e do trabalho realizado pela equipe econ√īmica, no entanto, n√£o s√£o suficientes para defender a continuidade do atual governo.

Existem v√°rios pontos que precisam ser trabalhados no Brasil que nunca foram pautadas de fato pelo atual governo, e a maioria deles est√° longe das discuss√Ķes do atual momento.

Precisamos diminuir o tamanho do Estado promovendo maior efici√™ncia dos √≥rg√£os p√ļblicos de forma geral. N√£o √© mais toler√°vel o contribuinte ter que trabalhar por 5 meses do ano para manter o governo.

N√£o podemos mais aceitar o fato de o pa√≠s conviver com os desvios de conduta e de dinheiro por parte dos pol√≠ticos e acreditar que n√£o haver√° desdobramentos nem puni√ß√Ķes severas e reais aos culpados.

Hora de seguirmos adiante

A principal reforma que o Brasil precisa nesse momento √© moral e √©tica. Temos que ser capazes de olhar para frente com orgulho, certos de que nossos comandantes estar√£o sempre sujeitos √†s mesmas leis e puni√ß√Ķes que n√≥s, cidad√£os comuns.

Nós do Dinheirama percebemos, assim como qualquer cidadão mais ou menos bem informado, que o atual governo se mostrou incapaz de guiar o Brasil pelo caminho da ética, elemento fundamental para esse triste, mas importante momento.

O julgamento da chapa Dilma-Temer pelo TSE é uma oportunidade para seguirmos com a mudança sempre ao lado da justiça, acreditando que ela existe e será feita de forma coerente e com base em evidências e provas (do contrário, nada mais faz sentido).

O Dinheirama quer ver o Brasil passado a limpo. Chega de tanta bagunça e irresponsabilidade sem consequências.

O Dinheirama √© o melhor portal de conte√ļdo para voc√™ que precisa aprender finan√ßas, mas nunca teve facilidade com os n√ļmeros.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informa√ß√£o e atesta a apura√ß√£o de todo o conte√ļdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que n√£o faz qualquer tipo de recomenda√ß√£o de investimento, n√£o se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.