Como resumir a educação financeira em poucas palavras que fazem sentido e despertam atenção de imediato?

A pergunta parece simples, mas é bastante difícil de ser respondida. E ela é comum em meu dia a dia, justamente porque educação financeira se confunde com muita coisa, de planilhas a escolhas de investimento, passando por gerentes de banco e endividamento.

Como resumir a educação financeira, portanto?

Eu tenho dito o seguinte: as escolhas simplistas, fáceis e descompromissadas que são tomadas no curto prazo conflitam diretamente com o que realmente facilita a vida no longo prazo. Aqui e agora versus ali e depois. O tempo não para. A vida é uma só.

Aproveite para ler: 8 coisas que te sugam financeiramente e você nem percebe

Existe um problema que precisa ser combatido

O problema? O longo prazo é uma realidade abstrata e praticamente impossível para muitas pessoas.

Envelhecer, se aposentar, chegar a um patamar diferente na vida, o futuro não tem nada de tangível e “a Deus pertence”. Carpe diem, diriam os arautos da sabedoria comum (e péssimos exemplos de autodisciplina, empreendedorismo e atitude).

Como lidar com o fato de que todo mundo deseja um futuro melhor, entenda a importância desse contexto, mas não faz praticamente nada nesta direção?

Bem-vindo ao meu mundo. Não é fácil, mas é muito gratificante. Em vez de receitinhas e fórmulas, abro o jogo mostrando exemplos reais de sucesso financeiro.

Aproveite para ler também: Educação Financeira é o caminho para a construção do seu futuro

Não é fácil, mas o sacrífico faz parte do sucesso

SACRIFÍCIO: fazer o que poucos querem fazer, dia após dia, sem desanimar; encarar os desafios profissionais e assumir as consequências de suas decisões sem “mimimi” e com a convicção de que passar por tudo isso é essencial, parte do processo.

Levar porradas, fracassar, cair, abandonar e ser abandonado. Sofrer. Descobrir que o sucesso não tem nada de romântico e zero glamour.

INTEGRIDADE e HUMILDADE: ser o mesmo com a carteira vazia e com um extrato bancário milionário.

Ser correto porque o caráter vem sempre antes da possível vantagem. A convicção de uma pessoa assim pode se tornar a convicção de um grupo, tornando possível a liderança de valor.

Você tem que fazer o que prometeu, mas também precisa aprender a não pedir que as pessoas façam o que você jamais faria.

Aproveite para assistir: Acorde! Você não vai Ficar Rico agindo como um Idiota

PERSISTÊNCIA E DISCIPLINA: aceitar que não há problema algum em trabalhar muito mais que os outros, temporariamente (o que pode significar alguns anos, não se engane), porque assim terá tempo livre de forma permanente (por muitos anos, geralmente).

Não se trata de ser mais inteligente ou de saber mais que o outro, mas de aprender a treinar. E tudo na vida se pode aprender. E treinar.

Sejamos sinceros, ninguém é capaz de tomar decisões difíceis hoje, agora, sem fé no amanhã.

Baixe gratuitamente: A melhor planilha de controle financeiro gratuita do Brasil

Isso é educação financeira

Educação financeira é isso! É crer que você pode ser maior, melhor e mais importante para si mesmo e para os outros à medida em que realiza seus projetos de vida.

É imaginar-se 10, 20, 30 anos mais velho e orgulhar-se do caminho até lá e de como você inspira os que estão à sua volta.

Porque educação financeira não é ser capaz de deixar herança, mas um legado. Dinheiro, portanto, é uma das variáveis (e ela é bem importante).

A principal, no entanto, é você. Hoje, amanhã e depois. E como você será lembrado, não pelo que deixou, mas pelo que fez enquanto tinha fé para levantar todos os dias imbuído deste espírito de transformação pelos valores, princípios e exemplos.

Todas as pessoas que conheci capazes de se enquadrar nestas características citadas hoje são ricas, têm patrimônio, sonhos realizados, mas continuam trabalhando muito e se envolvendo cada vez mais em projetos que testam justamente sua fé no amanhã. O que eles conquistaram é consequência de como eles encaram as circunstâncias.

Parece papo de livro de autoajuda e filosofia de guru, é verdade, e está ai o maior desafio: em palavras não dá para traduzir o que é a educação financeira. É preciso ver para crer; e crer para fazer; e fazer para acontecer; e curtir os resultados. Faça o teste. Vale a pena.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários