dinheirama-post-educacao-financeira-dia-das-criancas-diferenteO Dia das Crianças é uma data comemorada por vários países, em alguns com diferentes datas. O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) escolheu o dia 20 de novembro para homenagear as crianças, já que, nessa data em 1959 ele oficializou a Declaração dos Direitos da Criança.

Essa declaração é o documento que estabelece vários e importantes direitos para todas as crianças do mundo: alimentação, amor e educação.

No Brasil, o dia 12 de outubro foi instituído bem antes dessa decisão do Unicef, em 1923. Levou algum tempo para que essa data se popularizasse por aqui. Somente em 1955, como resultado de uma campanha de marketing da indústria de brinquedos Estrela a data começou a ganhar peso.

Após essa iniciativa, outros empresários do mesmo setor lançaram a “semana da criança” com o propósito de alavancar as vendas de produtos infantis. De lá para cá, todos nós sabemos que trata-se de uma data onde o mercado se aquece, muitos pais ficam perdidos e endividados. Isso por que a cada ano as exigências de nossos pequenos têm ficado mais sofisticadas e caras.

A proposta hoje é repensar o Dia das Crianças e propor um momento diferente com os filhos. Quem aceita o desafio de inovar no presente?

Essa é uma ótima oportunidade para pensarmos na nossa relação com os filhos, sobre a necessidade criada em torno dos presentes e os desejos reais. A expectativa das crianças acaba sendo alta devido à avalanche de estímulos que são direcionados para ela.

Assim, eu pergunto para você:

  • Será que isso faz bem?
  • Comprar um presente só porque todo mundo compra é educar financeiramente?
  • O que está em jogo nessa data comemorativa?
  • Qual o limite estabelecido?
  • Existe limite estabelecido?
  • Como constituir um modelo diferente para minha família?

Algumas sugestões são interessantes para que possamos fugir do padrão comprar um brinquedo novo. Nessa época as crianças ficam perdidas no meio de tantas propagandas (que aumentam demais durante a programação diária dos canais) e das lojas abarrotadas de opções de presentes.

Criar um clima favorável para que o presente ganhe outro sentido faz parte deste “fazer diferente” no dia 12 de outubro. Comece a pensar em alternativas para deixar de lado a compra e tente inovar. Você pode contar sobre o motivo do dia das crianças e de como essa data se transformou em somente no ganhar um brinquedo novo.

Dentro dessa proposta, você pode ter um dia especial no parque com muita diversão, um piquenique com os amigos ou um lanche preparado com a participação das crianças.

Você pode ainda assistir a um contador de histórias, incentivar uma troca de livros ou brinquedos entre os amigos, curtir uma sessão de cinema em casa, criar uma tarde livre para desenho e pintura ou construir seu brinquedo novo através da reciclagem.

Usando a criatividade é possível sair da chamada “tradição” e, com muito carinho, fazer dessa data um dia especial que será guardado na memória afetiva de todos.  Mais do que presentes, precisamos ser presença! Isso ficará com os pequenos para sempre.

Você concorda? Tem alguma ideia para compartilhar conosco? Já fez um dia das crianças diferente para seu filho? Use o espaço de comentários abaixo e conte-nos essa experiência. Abraço e até mais!

Foto life in your hands, Shutterst

Avatar
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários