O Dinheirama nasceu em 2007 com o propósito de promover a cultura relacionada à educação financeira, investimentos e o consumo consciente. Desde sempre, acreditamos que apenas com o olhar cidadão para com as finanças pessoais seremos capazes, como nação, de alcançar novos patamares.

Quando falo do passo adiante enquanto país, falo do amadurecimento necessário para que o Brasil possa, de fato, crescer com responsabilidade e de maneira sustentável. Educação financeira precisa ser praticada, incentivada e respeitada como fator de cidadania que é, desde o governo até as camadas mais humildes da população.

Na última década, o brasileiro experimentou uma realidade totalmente diferente do que a habitual: milhões de pessoas conseguiram manter o emprego e até escolher novas posições, além do que a estabilidade econômica trouxe aumento de renda e uma mudança no quadro social.

Acontece que a população passou a buscar, a partir dessas mudanças, uma elevação drástica do consumo baseada no crédito fácil e abundante. Infelizmente, nem todos nós estávamos maduros o suficiente para tratar o assunto com o cuidado necessário. O resultado é que muita gente acabou se endividando e criando um problema sério e difícil de resolver.

Para muitas famílias, as dívidas se tornaram um verdadeiro pesadelo, trazendo reflexões em diversas áreas de suas vidas. Já publicamos, aqui mesmo no Dinheirama, um resumo dos efeitos e perigos que as dívidas trazem para nossa saúde e cotidiano (clique para ler mais).

Se o brasileiro não conseguiu lidar da maneira ideal com o crédito e a consciência de que é preciso poupar e pensar no futuro, não podemos negar que realidade era, de certa forma, previsível.

A Educação Financeira se tornou motivo de muito trabalho

Um fato que me deixa muito feliz em relação às finanças pessoais são as inúmeras iniciativas que nasceram nos últimos anos com o propósito real de ajudar as pessoas a lidar com o dinheiro de maneira séria, apostando no planejamento e na democratização do acesso a produtos diferenciados antes acessíveis apenas às pessoas com muito dinheiro.

E como tudo que é importante e pode ajudar pessoas merece destaque por aqui, resolvi apresentar aos amigos leitores uma série de iniciativas que admiramos e apoiamos. São iniciativas sérias, que envolvem profissionais extremamente qualificados, pessoas que não medem esforços e dedicação para inovar e criar uma cultura transformadora no país.

Projeto Consumidor Consciente

O projeto Consumidor Consciente da MasterCard é um dos programas mais longos e exitosos de educação financeira do que fazemos parte. Nós nos empenhamos, juntamente com a equipe da MasterCard, para oferecer ao projeto conteúdo, suporte e muito trabalho junto a comunidades e famílias carentes.

Quem visitar a página do Consumidor Consciente – www.consumidorconsciente.org – encontrará também acesso a simuladores, calculadoras e a uma iniciativa chamada Universidade Financeira, onde podem ser realizados, de graça, três cursos muito interessantes:

Órama

Outra empresa parceira do Dinheirama, que nos apoia com brilhantismo a criar e oferecer conteúdo de ponta e gratuito é a Órama. A iniciativa colabora muito com a educação financeira no Brasil, pois oferece aos pequenos investidores a oportunidade de acesso a fundos de gestores exclusivos.

Hoje, com valores relativamente baixos (aportes de R$ 1 mil), qualquer pessoa pode investir através da Órama em alguns dos melhores fundos de investimento do país. Se você fosse investir neles sem o intermédio da Órama, os aportes teriam que ser de R$ 50 mil a R$ 500 mil.

Outro grande diferencial da Órama é contar com grandes profissionais como Alvaro Bandeira (Economista-Chefe e Sócio) e a Sandra Blanco (Consultora de Investimentos). Ao lado deles, já oferecemos aos nossos cursos e eBooks gratuitos, veja:

1º Curso de educação Financeira e Planejamento

Curso com quatro aulas que abordam a importância da educação financeira, planejamento e também como investir levando em conta os aspectos econômicos do Brasil e do mundo. Veja as aulas:

eBook “Educação Financeira: Investindo numa vida feliz”

Ao lado do Conrado Navarro, escrevi esse eBook que foi editado e oferecido pela Órama aos leitores do Dinheirama. Sempre defendemos que a educação financeira vai além do simples controle financeiro, afinal guardar dinheiro sem ter um objetivo (algo que te motive e faça realmente feliz) nem sempre funciona – o dinheiro acaba sendo gasto assim que surge uma “oportunidade”.

Com o eBook, foi possível também compartilhar uma série de depoimentos de leitores que conseguiram, através da educação financeira, transformar suas vidas para melhor. Clique aqui e saiba como baixar seu eBook gratuitamente.

Empiricus

Falar sobre investimentos no Brasil é um grande desafio, afinal a maioria das pessoas ainda não percebeu como o envolvimento direto com o dia a dia dos investimentos pode representar melhor desempenho e maiores chances de conquistar um futuro mais rico e feliz.

Isso sem contar com a linguagem geralmente técnica e complicada demais usada pela maioria dos formadores de opinião e empresas do mercado. A Empiricus oferece aos seus assinantes uma série de relatórios com linguagem acessível e diferenciada a valores justos.

Um trabalho assim representa ao pequeno investidor a oportunidade real de ter à sua disposição informações relevantes para o processo de tomada de decisões em relação aos investimentos.

Se você quer conhecer mais detalhes sobre como começar a investir em ações e renda variável, por exemplo, minha sugestão é assinar gratuitamente a newsletter da Empiricus e começar a “conversar” com eles com mais frequência.

No Dinheirama tivemos a chance de conversar duas vezes com os profissionais da Empiricus, que nos concederam duas ótimas entrevistas:

GuiaBolso

Uma das iniciativas mais bacanas sobre educação financeira que surgiram nos últimos é a ferramenta GuiaBolso. Gratuitamente, as pessoas que desejarem podem integrar sua planilha eletrônica de planejamento financeiro com as movimentações bancárias, tudo de forma automática e sem necessidade de entrada de dados manual, algo inédito no Brasil.

A empresa aposta que a tecnologia pode acrescentar e facilitar muito o planejamento financeiro do brasileiro e promete investimentos maciços no aperfeiçoamento da ferramenta e em novas funcionalidades.

Conversei pessoalmente com Benjamin Gleason e Thiago Alvarez, fundadores do GuiaBolso, e fiquei muito contente em constatar a seriedade do projeto e o profissionalismo com que a startup trabalha. Meu papo com eles resultou em uma entrevista exclusiva para os leitores do Dinheirama (clique aqui para ler).

Que ainda venham muitas iniciativas de educação financeira

Essas são apenas quatro iniciativas de educação financeira que brotaram no país nos últimos anos. Felizmente, existem diversas outras que nasceram e muitas que ainda surgirão no decorrer dos próximos anos.

A verdade é que o Brasil precisa de projetos como esses, que podem fazer a diferença na criação de um país mais responsável e capaz de crescer de maneira planejada. Nosso bolso agradece. Obrigado e até a próxima.

Foto “Help others”, Shutterstock.

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários