Home Empresas Veja as maiores recuperações judiciais em andamento no Brasil

Veja as maiores recuperações judiciais em andamento no Brasil

Anúncios de pedidos de recuperação judicial, principalmente de empresas abertas, costumam pegar os investidores de surpresa

por Quantum Finance
3 min leitura

O mercado brasileiro vem sendo surpreendido ao longo dos últimos anos por uma enxurrada de empresas que entraram com pedido de recuperação judicial

Em 2023, casos memoráveis, como o da Americanas (AMER3), ligaram um sinal de alerta sobre a saúde financeira das instituições e seus poderes de renegociação de dívidas junto aos credores. 

A tendência continua em 2024 e dá sinais de não desacelerar. Se ano passado o rombo contábil da Americanas foi o principal assunto entre os investidores, no início deste ano, a Gol (GOLL4) acendeu novas preocupações no mercado ao recorrer ao Chapter 11, mecanismo que congela as dívidas da empresa enquanto ela traça um plano de reestruturação, nos EUA.

Soma das dívidas das empresas em recuperação judicial 

As empresas em recuperação judicial nos últimos dois anos no Brasil somam dívidas de R$ 145,7 bilhões, aponta um levantamento realizado pela Quantum a pedido do Infomoney. 

Segundo a reportagem, considerando somente as 10 maiores dívidas, o volume já responde por R$ 141 bilhões, maior que o PIB de quase metade dos estados brasileiros. 

André Vasconcellos, vice-presidente do conselho de administração do IBRI, destacou para o veículo que as economias de 12 estados brasileiros, correspondentes a 45% do país, são menores que as 10 maiores dívidas das empresas do estudo. 

Por exemplo, o PIB de Amazonas responde por R$ 131,5 bilhões, enquanto a economia de Maranhão totaliza R$ 124,9 bilhões.

Americanas lidera o ranking de dívidas

Americanas é a líder do ranking, com um saldo devedor de quase R$ 51 bilhões. Logo atrás vem a operadora de telecomunicações Oi (OIBR3; OIBR4), que deve R$ 50,6 bilhões aos credores. 

A Light (LIGT3) entrou com o pedido de recuperação judicial em meados de 2023 e atualmente soma dívidas de R$ 16,7 bilhões. 

Confira o ranking das dívidas das empresas em recuperação judicial no Brasil:

O levantamento da Quantum levou em consideração os dados de empresas de capital aberto na B3 em recuperação judicial nos últimos dois anos.

Também foram considerados os números consolidados das últimas demonstrações financeiras divulgadas por cada empresa.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.