Home Economia e Política Encomendas de bens duráveis nos EUA caem mais do que o esperado em janeiro

Encomendas de bens duráveis nos EUA caem mais do que o esperado em janeiro

A economia dos EUA cresceu a uma taxa anualizada de 3,3% no último trimestre, após expansão de 4,9% no terceiro trimestre

por Reuters
0 comentário

As encomendas de bens duráveis fabricados nos Estados Unidos caíram mais do que o esperado em janeiro, em meio a uma queda acentuada nos pedidos de aeronaves comerciais, enquanto o quadro para investimento empresarial em equipamentos foi misto.

O Departamento de Comércio informou nesta terça-feira que as encomendas de bens duráveis, itens que variam de torradeiras a aeronaves destinadas a durar três anos ou mais, caíram 6,1% no mês passado.

Os dados de dezembro foram revisados para baixo, mostrando queda de 0,3% em vez de estagnação, conforme informado anteriormente.

Economistas consultados pela Reuters previam que os pedidos de bens duráveis caíram 4,5%.

No entanto, o setor manufatureiro, que responde por 10,3% da economia dos EUA, parece estar se recuperando depois que a produção diminuiu ligeiramente em 2023, em meio a um total de 525 pontos-base de aumentos na taxa de juros pelo Federal Reserve desde março de 2022.

Os pedidos de bens de capital não relacionados à defesa, excluindo aeronaves, um indicador observado de perto para os planos de gastos das empresas, subiram 0,1% após um declínio revisado de 0,6% no mês anterior.

Os gastos das empresas com equipamentos se recuperaram modestamente no quarto trimestre, após contração no período de julho a setembro.

A economia dos EUA cresceu a uma taxa anualizada de 3,3% no último trimestre, após expansão de 4,9% no terceiro trimestre.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.