Enem: Aluno escreve receita de Miojo na redação e passa no exameAqui no Dinheirama sempre defendemos com entusiasmo a educação e a necessidade de o governo destinar investimentos eficientes para o setor. Sabe-se, por exemplo, que o problema não é a quantidade de recursos disponíveis para esta importante área, mas a má alocação e a qualidade dos programas hoje em curso.

Entra ano, sai ano e continuamos nos surpreendendo com denúncias que envolvem o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Já tivemos casos em que alunos conseguiram ter acesso às provas antes da sua aplicação e até a denúncia de um curso preparatório que aplicou perguntas que posteriormente figuraram no exame.

Este ano, algumas peculiaridades começaram a surgir e se tornaram, no mínimo, curiosas. Em primeiro lugar, durante a realização das provas muitos alunos acabaram eliminados do exame por postarem em redes sociais imagens e dados sobre a prova.

Nos últimos dias, outro fato inusitado colocou em xeque a credibilidade do Enem e, principalmente, os critérios de correção das redações. Tudo começou quando o jornal “O Globo” convidou participantes do Enem a enviarem seus textos ao jornal, com os comprovantes de nota.

O caso que até o momento mais chamou a atenção é o de um rapaz que, no meio de uma redação que falava sobre a imigração no Brasil no século XXI, resolveu redigir uma receita de Miojo (macarrão instantâneo). Não acredita? Pois veja abaixo.

Receita de Miojo no Enem

A brincadeira resultou em uma nota 560, de um total de mil. Não há nota de corte para a redação do Enem.

“O Globo” mostrou ainda que tirar nota máxima no Enem não é tarefa apenas para jovens prodígios da língua. Textos com palavras “trousse”, “enchergar” e “rasoavel” obtiveram o selo máximo entre os corretores.

Por que esta notícia é importante?

Esperamos que o processo de desenvolvimento que o Brasil tem apresentado nas últimas décadas chegue também à área educacional. O país perde muito por não apresentar mão de obra qualificada e pessoas que percebam seu papel na sociedade.

As escolas públicas passam por grande dificuldade, com professores desmotivados, mal remunerados e pouco valorizados. Em casa, os pais não assumem a responsabilidade de educar e demonstrar o verdadeiro e nobre papel do professor. É um círculo perigoso e cujos resultados são péssimos para nosso futuro.

Já está mais do que na hora de mudarmos esse quadro e exigirmos maior e melhor investimento por parte de nosso governo. Só assim estaremos aptos a continuar sonhando com um país melhor. Concorda? Deixe sua opinião no espaço de comentários abaixo. Até a próxima.

Foto de freedigitalphotos.net.

Avatar
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários