Você já ouviu falar do Fundo Garantidor de Crédito? O Fundo Garantidor de Créditos, conhecido pelas siglas FGC constitui-se em uma associação civil sem fins lucrativos, com personalidade jurídica de direito privado do Brasil, que administra um mecanismo de proteção aos correntistas, poupadores e investidores, permitindo recuperar os depósitos ou créditos mantidos em instituição financeira, em caso de falência ou de sua liquidação.

Para a manutenção do FGC, as instituições financeiras contribuem com uma porcentagem do valor dos depósitos. O FGC recolhe 0,0125% do valor dos depósitos totais das empresas filiadas.

Entenda o funcionamento do FGC e os investimentos que são cobertos

A live com aproximadamente uma hora de duração teve participação da Carol Guedes do time de investimentos da modalmais e o educador financeiro Conrado Navarro, fundador do Dinheirama.

Se você busca um bom retorno no investimento mas prioriza a segurança, essa live é indicada para você! Carol Guedes e Conrado Navarro mostram o funcionamento do FGC e os investimentos que são cobertos.

Fizemos questão de resgatar o vídeo, e apresenta-lo em sua totalidade aqui no Dinheirama, acompanhe:

O melhor conteúdo de finanças no Brasil

Para que tenha acesso aos melhores produtos e conteúdo você precisa apenas assinar o canal da modalmais no YouTube. (Clique para assinar gratuitamente).

Não esqueça de ativar a opção de ser avisado sobre os novos conteúdos. Além de acompanhar as ofertas semanais, ao assinar o canal do Youtube da modalmais você também terá acesso a conteúdo diário de educação financeira, investimentos e economia.

Aproveite o melhor time de educação financeira do Brasil em um único lugar, somos modalmais.

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários