Home Estilo de Vida Entenda o que é passaporte vermelho

Entenda o que é passaporte vermelho

A cor dos passaportes varia de país para país, e mesmo na Europa há exceções. Por exemplo, os passaportes do Reino Unido são de cor bordô

por Blog do Serasa
0 comentário

Para obter um passaporte de um país europeu, muitas vezes chamado de “passaporte vermelho“, é preciso se tornar cidadão do país ou ter dupla cidadania.

Cada país tem requisitos e processos próprios para conceder a cidadania. O processo não costuma ser simples, nem rápido. Porém, se a descendência europeia for comprovável, é possível solicitar o documento diretamente no país de interesse.

Como tirar o passaporte vermelho

Para solicitar o passaporte vermelho, documento confeccionado em países da União Europeia, o brasileiro precisa preencher requisitos de descendência.

Ou seja, não basta querer ter um passaporte europeu, é preciso ter direito a ele. Entenda situações nas quais o cidadão brasileiro pode se habilitar:

Ter residência permanente em país europeu: em muitos países europeus, é necessário residir legalmente no país por um período antes de poder solicitar a cidadania. Isso pode envolver obter uma autorização de residência permanente. 

Naturalização: após atender aos requisitos de residência, algumas pessoas podem se qualificar para a naturalização, processo para se tornar cidadão de um país. Os requisitos variam, mas geralmente incluem tempo de residência, conhecimento do idioma, aprovação em um teste de cidadania, entre outros. 

Descendência: no caso de ter familiares europeus, especialmente pais ou avós, o processo de solicitação de cidadania por descendência torna-se viável. Porém, é preciso reunir documentação comprobatória e entrar com um processo de reconhecimento, o qual pode ter alguma demora, às vezes de anos. 

Programas de investimento: alguns países europeus oferecem programas de investimento, os quais permitem a cidadania em troca de investimentos altos de dinheiro em propriedades ou contribuição para o desenvolvimento econômico do país. Esses programas, no entanto, são muitas vezes controversos e podem ter condições específicas. 

Asilo ou proteção humanitária: em casos excepcionais, as pessoas podem buscar asilo ou proteção humanitária, mas isso geralmente está ligado a situações de perseguição política ou risco de vida. 

Casamento: outra maneira de obter o passaporte vermelho é por casamento com cidadão europeu e comprovação de residência permanente no país ou mesmo formação de família.

Cada país tem regras e regulamentações próprias, por isso é crucial verificar os requisitos específicos do país em questão. Acesse o site da embaixada ou consulado do país no qual há interesse em obter a cidadania para obter informações precisas e atualizadas sobre os procedimentos e requisitos específicos.

O que significa passaporte vermelho

Quando se fala em passaporte vermelho ou (passaporte europeu) para um brasileiro, é passada a ideia de obter a cidadania de um país europeu e, consequentemente, o direito de ter o passaporte desse país.

A cor específica do passaporte pode variar de país para país, mas o termo “vermelho” é frequentemente associado a passaportes emitidos por países europeus. 

Ter um passaporte de um país europeu pode trazer uma série de benefícios, como a liberdade de viajar sem a necessidade de visto para muitos países, direitos de residência e trabalho na União Europeia e, em alguns casos, acesso a benefícios sociais e serviços públicos no país emissor.

No entanto, o processo para obter a cidadania e o passaporte de um país europeu pode ser desafiador e envolve cumprir requisitos específicos, como residência legal, conhecimento do idioma, integração cultural, entre outros.

Cada país tem suas próprias leis e regulamentações em relação à obtenção de cidadania, por isso é essencial pesquisar e seguir os procedimentos específicos do país desejado.

Diferença entre o passaporte azul e o vermelho

O passaporte brasileiro é atualmente de cor azul, e a mudança para esse tom ocorreu em 2015, com o objetivo de padronizar os passaportes entre os países do Mercosul. Antes disso, os passaportes brasileiros eram verdes.

No contexto europeu, não há uma cor específica universal para todos os passaportes, mas os passaportes de países da União Europeia costumam ser vermelhos.

Por isso, o passaporte europeu é chamado de passaporte vermelho. No Brasil não existe um passaporte vermelho. Os brasileiros com o documento na cor vermelha provavelmente têm dupla cidadania.

A cor dos passaportes varia de país para país, e mesmo na Europa há exceções. Por exemplo, os passaportes do Reino Unido são de cor bordô, enquanto os passaportes alemães são verdes.

Cuide bem de seus documentos

Independentemente de o passaporte ser vermelho ou azul, é importante cuidar bem do documento e carregar em lugar seguro para evitar o extravio. Isso para proteger que fraudadores usem os documentos perdidos ou roubados para fins ilícitos.

Em caso de perda ou roubo, o serviço de aviso Documentos Extraviados da Serasa ajuda a evitar golpes. Confira as vantagens:

Gratuito e seguro: proteção total sem custos adicionais. Mantenha suas informações pessoais resguardadas.

Registro simples e rápido: cadastre o extravio dos seus documentos com facilidade, garantindo agilidade no processo.

Alerta para empresas: a Serasa emite um alerta, informando às empresas sobre a perda dos documentos. Isso ajuda a evitar o uso indevido em solicitações de crédito ou produtos financeiros.

Prevenção de fraudes: mantenha as empresas cientes da situação para barrar possíveis tentativas de fraude.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.