Home Finanças Pessoais Erros Inconscientes que Podem Atrapalhar (Muito) sua Carreira

Erros Inconscientes que Podem Atrapalhar (Muito) sua Carreira

por Janaína Gimael
3 min leitura

Como anda o seu h√°bito de leitura? Quantos livros voc√™ j√° leu neste ano? E ser√° que voc√™ costuma reler alguns dos bons livros que leu l√° atr√°s para tentar buscar novas li√ß√Ķes e significados? √Äs vezes eu fa√ßo isso.

Acredito que quando temos um bom livro em mãos, ele deve ser consultado muitas e muitas vezes, e é tão interessante quando notamos que o mesmo livro, a mesma história, pode nos ensinar coisas tão diferentes dependendo da fase da vida em que estamos vivendo, não é mesmo?

Pois bem, nestes √ļltimos dias resolvi dar uma mexida na estante de casa para rever alguns daqueles livros que em algum momento tinham tido grande import√Ęncia em meu caminho. E achei um, que me foi dado de presente pela m√£e de um ex-namorado, justamente na fase em que eu estava prestes a abrir minha ag√™ncia de comunica√ß√£o e realmente muito focada na carreira. O nome √©: Mulheres Ousadas chegam mais longe, e foi escrito por Lois P. Frankel, presidente da Corporate Coaching International.

O livro trata de 101 erros inconscientes que atrapalham a carreira das mulheres, mas acredito que muitos desses erros também acabam sendo cometidos pelos homens, e é por isso que separei 5 deles para refletirmos a seguir, independente de gênero. Vamos lá?

1 – Trabalhar demais

No livro, a autora cita o ditado que diz que ‚Äúas mulheres precisam trabalhar duas vezes mais para provar que t√™m a metade da compet√™ncia dos homens‚ÄĚ, mas come√ßa a avaliar que, na verdade, ningu√©m consegue uma promo√ß√£o apenas pelo fato de trabalhar duramente, √© preciso ter senso de oportunidade, racioc√≠nio estrat√©gico, rede de relacionamentos e talento, entre outros predicados. √Č por isso que, independente de g√™nero, √© preciso estabelecer limites para as horas de trabalho e se permitir ‚Äúdesperdi√ßar‚ÄĚ alguns minutos no hor√°rio do expediente para cultivar bons relacionamentos. A dica da autora √© que as pessoas determinem as tarefas a serem cumpridas logo no in√≠cio dia para evitar interromper um trabalho priorit√°rio para atender aqueles que acabam de ‚Äúpousar‚ÄĚ na mesa.

2 – Fazer o trabalho dos outros

A tend√™ncia de assumir o trabalho dos outros, que a autora acredita ser algo muito comum entre as mulheres, √© um comportamento prejudicial, pois n√£o h√° tempo de se construir carreira quando tudo que acontece √© ficar cobrindo responsabilidades alheias, entende? Para evitar este tipo de coisa a primeira dica √© rejeitar o sentimento de culpa por dizer ‚Äún√£o‚ÄĚ. Depois, o ideal √© n√£o se oferecer voluntariamente na execu√ß√£o de tarefas rotineiras e de pouca express√£o, pois elas s√≥ causam perda de tempo que poderia ser investido de outra forma. E finalmente, se algu√©m quiser delegar tarefas que n√£o s√£o suas, simplesmente explique que adoraria ajudar, mas est√° realmente com muito trabalho.

3 – Calar-se

Já escrevi outras vezes sobre momentos em que é necessário calar e momentos em que é necessário falar. No ambiente corporativo, o grande desafio será encontrar equilíbrio entre essas coisas e aprender a discordar, quando preciso, sem ser desagradável. O segredo, neste caso, é ouvir com atenção a outra pessoa antes de dar uma opinião embasada em argumentos. Também vale se esforçar para dizer o que pensa mais frequentemente sempre que houver oportunidade. Outro ponto é com relação a perguntas. Muita gente não pergunta por medo de parecer ignorante, mas, como a autora ressalta, é muito melhor perguntar do que executar o trabalho de forma errada.

4 – Falar muito de coisas pessoais

√Č claro que falar sobre coisas pessoais √© necess√°rio e torna todos mais humanos, mas √© preciso escolher com cuidado os assuntos e as pessoas a quem vamos confi√°-los. E quando um problema pessoal influenciar negativamente o seu desempenho, a autora recomenda que √© preciso usar honestidade, mas tamb√©m ser breve. Basta dizer: ‚ÄúEstou atravessando uma crise pessoal muito dura, mas o trabalho √© importante para mim. Vou prestar mais aten√ß√£o nos detalhes‚ÄĚ. O que voc√™ acha, faz sentido?

5 – Negar a import√Ęncia do dinheiro

Finalmente, o √ļltimo ponto que separei tem a ver com dinheiro. Se voc√™ ama o que faz, saiba que a voca√ß√£o e um bom meio de ganhar dinheiro n√£o deveriam ser coisas excludentes. ‚ÄúA verdade √© que voc√™ consegue as coisas nas quais concentra seus esfor√ßos e energias. Se seu sal√°rio n√£o for justo e voc√™ n√£o receber o aumento que merece, est√° na hora de se concentrar mais no fator dinheiro.‚ÄĚ, explica a autora. E como fazer isso? Primeiramente, ela recomenda que seja feita uma pesquisa de n√≠veis salariais e valores pagos a seu cargo ou atividade que exerce. Eu acrescentaria que √© preciso avaliar os impactos positivos que voc√™ vem trazendo √† empresa com seu trabalho. Junte os pontos e tente negociar um valor mais justo. Al√©m disso, √© claro, aprenda a lidar melhor com o dinheiro que recebe procurando entender mais de educa√ß√£o financeira e investimentos. E para isso, √© claro, voc√™ pode contar com a gente!

O Dinheirama √© o melhor portal de conte√ļdo para voc√™ que precisa aprender finan√ßas, mas nunca teve facilidade com os n√ļmeros.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informa√ß√£o e atesta a apura√ß√£o de todo o conte√ļdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que n√£o faz qualquer tipo de recomenda√ß√£o de investimento, n√£o se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.