Home Economia e Política Estoque de minério de ferro na China atinge menor nível em 7 anos

Estoque de minério de ferro na China atinge menor nível em 7 anos

Os preços do minério de ferro encerrarão o ano entre 105 e 115 dólares a tonelada métrica, disseram os analistas

por Reuters
0 comentário

A produção de aço na China, maior do que a esperada para este ano, está impulsionando o consumo de minério de ferro, corroendo os estoques chineses da matéria-prima e elevando as importações acima dos anos anteriores, disseram analistas.

Os estoques de minério de ferro no porto da China devem encerrar o ano no nível mais baixo desde 2016, de acordo com previsões de oito analistas chineses, enquanto as importações no maior consumidor do mundo atingirão o nível mais alto desde 2020.

A forte demanda por minério de ferro, apesar de uma desaceleração no setor imobiliário, ávido por aço, ocorre em um momento em que o governo parece cada vez menos propenso a dar continuidade a uma política de dois anos para limitar o crescimento da produção de aço.

A China não permitiu que sua produção de aço crescesse nos últimos dois anos a fim de reduzir as emissões de carbono, mas este ano Pequim ainda não emitiu um mandato nacional semelhante.

A produção diária de metal quente foi, em média, de 2,44 milhões de toneladas métricas entre junho e agosto, 6% a mais do que no mesmo período de 2022, segundo dados da consultoria Mysteel.

Mais metal quente, um precursor do aço, está sendo produzido porque há menos sucata de aço disponível para a fabricação de aço devido à retração imobiliária.

Os estoques no porto somaram 105,2 milhões de toneladas em 13 de outubro, uma queda de quase 20% em relação ao ano anterior e o nível mais baixo desde outubro de 2016, segundo dados da consultoria Steelhome.

“Um nível tão baixo de estoques é, em parte, resultado da maior demanda, refletida na maior produção de aço”, disse Shan Peng, analista da empresa comercial Grand Resource Group.

As usinas também estavam mantendo os estoques baixos em antecipação a uma ordem do governo para limitar a produção, disse ele.

Os estoques de minério de ferro nos principais portos chineses provavelmente ficarão em torno de 120 milhões de toneladas no final de 2023, segundo oito analistas e dois produtores de aço, o que dará suporte aos preços.

Os analistas esperavam anteriormente estoques de 160 milhões de toneladas no final do ano, reduzindo suas previsões no terceiro trimestre para 140 milhões de toneladas.

Os preços do minério de ferro encerrarão o ano entre 105 e 115 dólares a tonelada métrica, disseram os analistas, acima das estimativas do segundo trimestre, entre 90 e 100 dólares.

Os preços mais altos beneficiarão as principais mineradoras, como a Rio Tinto e a BHP, compensando os lucros mais baixos registrados no primeiro semestre.

Os baixos estoques também estão incentivando as importações de alguns grandes comerciantes, disseram os analistas da Mysteel em um relatório de 12 de outubro.

As importações de minério de ferro da China de janeiro a setembro já aumentaram 6,7% em relação ao ano anterior, atingindo um recorde de 876,65 milhões de toneladas, segundo dados da alfândega.

As importações para o ano inteiro devem aumentar pela primeira vez em três anos, e em até 5,4%, para 1,16 bilhão de toneladas, informou a Reuters.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.