Home Empresas EUA discutem com Nvidia venda de chips de IA à China, diz secretária de Comércio

EUA discutem com Nvidia venda de chips de IA à China, diz secretária de Comércio

Eles podem, vão e devem vender chips de IA para a China, porque a maioria dos chips de IA será para aplicações comerciais

por Reuters
0 comentário
(Imagem: Reprodução/REUTERS/Edgar Su)

A secretária de Comércio dos Estados Unidos, Gina Raimondo, disse nesta segunda-feira que seu departamento está em discussões com a Nvidia (NVDA; NVDC34) sobre a permissão de vendas de chips de inteligência artificial (IA) para a China, mas enfatizou que o país não pode comercializar seus semicondutores mais avançados para empresas chinesas.

“Eles podem, vão e devem vender chips de IA para a China, porque a maioria dos chips de IA será para aplicações comerciais”, afirmou Raimondo em entrevista à Reuters após um evento.

“O que não podemos permitir que eles enviem são os chips de IA mais sofisticados, de maior capacidade de processamento, que permitiriam à China treinar seus modelos de fronteira.”

Raimondo disse que conversou com o presidente-executivo da Nvidia, Jensen Huang, há uma semana, e que ele foi “muito claro” ao dizer: “Não queremos violar as regras. Diga-nos as regras, trabalharemos com você”.

A Nvidia não quis comentar. Na semana passada, Huang disse que a empresa estava trabalhando em estreita colaboração com o governo dos EUA para garantir que os novos chips para o mercado chinês estivessem em conformidade com as restrições à exportação.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.