Você conhece este ilustre senhor da imagem acima?

Daniel Kahneman é um teórico das finanças comportamentais, que combina a economia com a ciência cognitiva para explicar o comportamento aparentemente irracional da gestão do risco pelos seres humanos.

É conhecido por sua colaboração com Amos Tversky e outros, estabelecendo uma base cognitiva para os erros humanos comuns, usando a heurística e desenvolvendo a “prospect theory“.

Kahneman foi vencedor em 2002 do Prêmio Nobel da Economia, apesar de ser um psicólogo e não um economista.

Suas pesquisas colocam em xeque a ideia de que a nossa tomada de decisões é essencialmente racional. Ele é um dos mais importantes pensadores do século XXI. Suas ideias tiveram um impacto profundo em muitas áreas, incluindo economia, psicologia, medicina e política.

Em seu livro “Rápido e Devagar: duas formas de pensar“, Kahneman explica sobre o Sistema 1 (o intuitivo, e emocional) e o Sistema 2 (mais lento, deliberativo e lógico).

Depois deste evento você irá lidar com seu dinheiro de outro modo

Ele expõe as capacidades extraordinárias – e também os defeitos e vícios – do pensamento rápido e revela a influência das impressões intuitivas nas nossas decisões.

Comportamentos tais como a aversão à perda, o excesso de confiança no momento de escolhas estratégicas, a dificuldade de prever o que vai nos fazer felizes no futuro e os desafios de identificar corretamente os riscos no trabalho e em casa só podem ser compreendidos se soubermos como as duas formas de pensar moldam nossos julgamentos.

Agora que você já conhece um pouco do Daniel Kahneman e do suas enormes contribuições na área da psicologia econômica para todo o planeta, que tal participar de um evento onde ele estará no Brasil?

Que tal participar deste evento? E enquanto o dia não chega, que tal assistir gratuitamente uma aula completa, online, sobre a psicologia comportamental aplicada aos investimentos?

Clique aqui e sabia como ter acesso a tudo isso.

Nota: Esta coluna é mantida pela Empiricus, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Foto: BBC

Empiricus Research
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.