Existir com qualidade, a chave para realizar mais e melhorA pergunta que faço hoje é a seguinte: no meio desse turbilhão de novidades importantes, descobertas científicas grandiosas, avanço tecnológico constante, amores, baladas, consumismo, falta de dinheiro, dívidas, aumento da violência, você encontre tempo para suas pausas necessárias?

Pausas são importantes, pois muitos de nós estamos adoecendo psicologicamente e financeiramente; estamos espiritualmente fracos. Viver um encontro consigo mesmo nem sempre é fácil. As emoções muitas vezes nos impedem, nos distraem e acabam sabotando esse reconhecimento do EU. Proteção? Talvez…

Questionamentos nos levam a pensar no que somos e no que os outros desejam que sejamos:

  • O que somos e o que fizeram de nós?
  • Somos o nosso desejo ou somos o somatório de projeções alheias?
  • Compramos porque precisamos ou porque precisamos manter uma imagem?
  • Para que tantos cartões de crédito?
  • A escolha profissional está alinhada com sua essência?

Às vezes é mais fácil ceder do que fazer valer as próprias vontades. Somos todos parecidos, seres humanos complexos, cheios de possibilidades e repletos de desafios a serem superados. O que nos diferencia é a forma como lidamos com tudo o que nos acontece.

O mundo e seu ritmo acelerado acabam exigindo muito de todos nós. Inúmeras solicitações, tudo muito rápido, tudo ao mesmo tempo. O tempo passa e nem nos damos conta de que estamos perdendo qualidade de vida, qualidade nas relações.

Outras aprendizagens

Sugiro que você reflita a importante questão: que tal descobrir que a maior missão de sua vida não é a sua carreira profissional, não são seus filhos, não é seu companheiro ou companheira. A maior missão da sua vida é você! Compreende a responsabilidade?

É preciso cuidar de si com muita atenção. Só assim você será capaz de doar-se ao outro em uma troca equilibrada e saudável. Através do amor próprio é possível construir relações ricas em afeto, cumplicidade e companheirismo.

Esse encontro com sua essência é feito aos poucos e constantemente. É mais ou menos assim: cuidar de si e cuidar de tudo o que é importante ao ter olhos atentos e enxergar o essencial para si e para as pessoas que você ama. Em um passo mais corajoso, enxergar o essencial para aqueles que você ainda não ama tanto assim.

Atenção: o medo de encontrar a si próprio é natural, afinal o que será que vai acontecer? Esse medo é o primeiro bloqueio a ser vencido através da coragem de fazer essa viagem interior. Quanto mais aprendemos sobre nós mesmos, mais aumentamos nossa capacidade de mudança e de estabelecer novos comportamentos.

A atitude é uma companheira indispensável nesse processo, pois nos tira da zona de conforto. Precisamos lembrar que a vida é cíclica e que novos modelos de comportamento surgem. A boa notícia é que nós somos responsáveis pelo desenvolvimento de novos padrões de funcionamento.

Podemos ter uma imaginação vencedora! Basta termos a vontade e a coragem de deixar para traz comportamentos destrutivos e estabelecer maneiras mais saudáveis de funcionar e de ver o mundo.

Esses são alguns dos aspectos fundamentais no processo de evolução e busca pelo equilíbrio em todas as esferas da vida. Significa que quando estamos comprometidos com a melhoria pessoal, agimos mais conscientes e com os pés no chão – as consequências são nítidas também no bolso.

Encontrar o sentido da Vida com cada vez mais significado nos livra da inércia que o cotidiano nos impõe. O processo de autoconhecimento nos transforma em donos da própria história.

Uma nova vida a cada decisão corajosa de ser melhor, de buscar ser feliz e existir com mais qualidade. Vamos ao menos tentar? Um abraço com a certeza de que o conhecimento liberta! Até mais.

Foto de freedigitalphotos.net.

Avatar
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários