Home Economia e Política Exportações da Alemanha se recuperam em março, mas encomendas à indústria decepcionam

Exportações da Alemanha se recuperam em março, mas encomendas à indústria decepcionam

As exportações de março foram impulsionadas pela demanda nos Estados Unidos e na China, que aumentaram 3,6% e 3,7%, respectivamente

por Reuters
0 comentário

As exportações da Alemanha se recuperaram em março impulsionadas pela forte demanda dos Estados Unidos e da China por produtos fabricados no país, mas um mês decepcionante para as encomendas à indústria frustrou as expectativas de uma rápida recuperação econômica.

A Alemanha exportou 0,9% mais bens em março em comparação com o mês anterior, informou o departamento federal de estatísticas nesta terça-feira, mais forte do que os 0,4% esperados pelos analistas em uma pesquisa da Reuters.

Isso se seguiu a um declínio revisado de 1,6% nas exportações em fevereiro, o que levou a associação comercial alemã BGA a advertir que a queda da competitividade e o aumento do protecionismo estavam afetando a economia voltada para a exportação.

As exportações de março foram impulsionadas pela demanda nos Estados Unidos e na China, que aumentaram 3,6% e 3,7%, respectivamente.

Embora a recuperação do comércio tenha estimulado o otimismo, uma queda inesperada nas encomendas à indústria pintou um quadro misto para a economia.

Os pedidos caíram 0,4% em março sobre o mês anterior, informou o escritório de estatísticas, contra previsão de aumento de 0,4%.

“A situação dos pedidos está trazendo os otimistas econômicos de volta à terra”, disse Alexander Krueger, economista-chefe do banco Hauck Aufhaeuser Lampe.

“As exportações estão mantendo um nível favorável. No entanto, em última análise, são também as importações que estão impulsionando a balança comercial. Do jeito que as coisas estão, o comércio exterior continuará a dar impulso ao crescimento no trimestre atual”, disse Krueger.

As importações cresceram 0,3% no mês, informou o escritório de estatísticas, após um aumento revisado de 3,0% em fevereiro.

A balança comercial apresentou um superávit de 22,3 bilhões de euros em março, em comparação com previsão de 22,2 bilhões de euros e 21,4 bilhões no mês anterior.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.