Home Esportes Fórmula 1 testa IA para lidar com violações de limites de pista

Fórmula 1 testa IA para lidar com violações de limites de pista

Os comissários disseram este mês que sua incapacidade de aplicar adequadamente as violações dos limites da pista na curva seis era “completamente insatisfatória”

por Reuters
0 comentário

O órgão dirigente da Fórmula 1 está testando uma técnica de inteligência artificial (IA) para lidar com violações dos limites da pista no Grande Prêmio de Abu Dhabi, que encerrará a temporada deste ano no final de semana.

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA), com sede em Paris, disse que usaria a tecnologia de “Visão Computacional”, que utiliza análise de forma para calcular o número de pixels que passam pela borda da pista.

A IA resolverá as violações genuínas, nas quais os pilotos cruzam a linha branca na borda da pista com as quatro rodas, reduzindo a carga de trabalho do centro de operações da FIA e acelerando a resposta.

O Grande Prêmio da Áustria, em 2 de julho, atingiu um limite para o esporte, com apenas quatro pessoas tendo que processar uma avalanche de cerca de 1.200 possíveis violações.

No fim de semana decisivo do título no Catar, em outubro, havia oito pessoas designadas para avaliar os limites da pista e monitorar 820 ultrapassagens em curva, com 141 relatórios enviados ao controle da corrida, que então excluiu 51 voltas.

No entanto, algumas violações ainda ficaram impunes no Grande Prêmio dos EUA, em outubro, em Austin.

Os comissários disseram este mês que sua incapacidade de aplicar adequadamente as violações dos limites da pista na curva seis era “completamente insatisfatória” e que uma solução precisava ser encontrada antes do início da próxima temporada.

Tim Malyon, chefe de operações remotas e vice-diretor de corrida da FIA, disse que a tecnologia de Visão Computacional tem sido usada de forma eficaz na medicina em áreas como a digitalização de dados de exames de câncer.

Dinheirama

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.