Home Cripto FTX: Julgamento de Sam Bankman-Fried é retomado com seleção do júri

FTX: Julgamento de Sam Bankman-Fried é retomado com seleção do júri

A expectativa é que três ex-membros do círculo íntimo de Bankman-Fried a ex-CEO da Alameda Caroline Ellison e os ex-executivos da FTX Nishad Singh e Gary Wang sejam convocados para testemunhar contra ele

por Reuters
0 comentário
(Imagem: Reprodução/REUTERS/Amr Alfiky)

O julgamento de Sam Bankman-Fried, acusado de roubar bilhões de dólares de clientes de sua exchange de criptomoedas FTX, agora falida, foi retomado nesta quarta-feira, com o juiz pretendendo concluir a seleção de um júri e passar para as declarações iniciais.

O julgamento do ex-bilionário de 31 anos começou na terça-feira, quase um ano depois que a empresa entrou em um colapso que chocou os mercados financeiros e manchou a reputação do empresário e filantropo em ascensão como um ator honesto em um setor marcado por fraudes e supostos esquemas de enriquecimento rápido.

O juiz distrital dos Estados Unidos Lewis Kaplan escolheu um grupo de quase 50 jurados qualificados, após dispensar dezenas que não puderam servir por motivos pessoais, profissionais ou que seriam incapazes de chegar a um veredicto imparcial.

Ele disse que as partes provavelmente selecionarão o painel de 12 jurados e seis suplentes nesta quarta-feira.

Os pais de Bankman-Fried, Joseph Bankman e Barbara Fried, professores da Stanford Law School, foram vistos chegando ao tribunal na manhã desta quarta-feira. Eles não compareceram ao primeiro dia do julgamento.

Ambos estavam em uma lista lida por um promotor na terça-feira de possíveis testemunhas ou indivíduos que podem ser mencionados em depoimentos, juntamente com o irmão de Bankman-Fried, Gabriel Bankman-Fried, e o ex-funcionário de Donald Trump, Anthony Scaramucci. Isso não significa necessariamente que eles serão chamados a depor.

(Imagem: Reprodução/Freepik/@fabrikasimf)
(Imagem: Reprodução/Freepik/@fabrikasimf)

Os promotores da Procuradoria em Manhattan dizem que Bankman-Fried usou o dinheiro dos clientes da FTX desde o lançamento da bolsa em 2019 até sua falência em novembro de 2022 para sustentar seu fundo de hedge, Alameda Research, comprar imóveis de luxo e doar para campanhas e candidatos políticos dos Estados Unidos.

A expectativa é que três ex-membros do círculo íntimo de Bankman-Fried a ex-CEO da Alameda Caroline Ellison e os ex-executivos da FTX Nishad Singh e Gary Wang sejam convocados para testemunhar contra ele. Os três se declararam culpados e concordaram em cooperar com os promotores.

Bankman-Fried se declarou inocente e provavelmente argumentará que, embora não tenha gerenciado adequadamente os riscos, não roubou dinheiro.

É provável que seus advogados tentem transferir a culpa pelo fracasso dramático da FTX para as testemunhas que cooperaram e argumentem que elas estão implicando Bankman-Fried para buscar sentenças mais brandas.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.