Home Economia e Política Gasolina e etanol caem mais de 1% em novembro no Brasil, diz ValeCard

Gasolina e etanol caem mais de 1% em novembro no Brasil, diz ValeCard

Na semana de 24 e 30 de novembro, a gasolina recuou 0,26% na comparação com a anterior, mostraram os dados

por Reuters
0 comentário

Os preços médios de gasolina e etanol nos postos do Brasil caíram mais de 1% em novembro, ante o mês anterior, apontou nesta sexta-feira uma pesquisa da ValeCard, empresa especializada em soluções de mobilidade.

O valor da gasolina nas bombas recuou 1,31% em novembro, versus outubro, para média de 5,868 reais por litro, marcando o segundo mês de recuo, segundo a pesquisa, feita com base em transações realizadas em mais de 25 mil estabelecimentos credenciados em todos os Estados do Brasil.

Na semana de 24 e 30 de novembro, a gasolina recuou 0,26% na comparação com a anterior, mostraram os dados.

“Os principais motivos foram a queda da cotação do petróleo no mercado internacional e a concorrência, no varejo, com o etanol, que também entrou em ciclo de baixa”, disse em nota o Head de inovação e portfólio na ValeCard, Brendon Rodrigues.

O especialista pontuou ainda que agora o combustível fóssil está em período de menores variações, e deve permanecer assim até que a Petrobras faça novo movimento de preços nas refinarias.

O etanol, concorrente direto da gasolina nas bombas, recuou 1,11% em novembro em comparação com outubro, com média de 3,734 reais por litro. Na semana entre 24 e 30 de novembro, houve redução de 0,22%, a 3,688 reais o litro.

“Assim como havia ocorrido em outubro, o etanol registrou queda em novembro por causa da alta da produção de cana-de-açúcar e do combustível renovável”, disse Rodrigues.

No caso do diesel S10, o tipo mais consumido do país, a ValeCard calculou uma leve alta de 0,14% em novembro ante o mês anterior, para 6,401 por litro. Já na semana entre 24 e 30 de novembro, houve queda de 0,34%, segundo a pesquisa.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.