Home Empresas Gerdau estuda usina de aços especiais no México

Gerdau estuda usina de aços especiais no México

A Gerdau anunciou nesta sexta-feira que vai avaliar a instalação de uma usina de aços especiais no México com capacidade para 600 mil toneladas por ano

por Reuters
0 comentário

Os planos da Gerdau (GGBR4) para a produção de aços especiais no México podem exigir investimentos de 500 milhões a 600 milhões de dólares, com a empresa estimando concluir estudos para uma eventual decisão sobre a construção da nova usina no final deste ano.

“Se levarmos em consideração outros investimentos do mercado…o mercado estima que uma usina como essa precisa de investimentos de 500 milhões a 600 milhões de dólares”, afirmou o presidente-executivo da Gerdau, Gustavo Werneck, em entrevista a jornalistas nesta sexta-feira, acrescentando que uma projeção sobre o investimento a ser feito pela companhia na nova usina será determinado na conclusão do estudo.

Mais cedo, a Gerdau anunciou que iniciou estudos para a construção de uma usina de aços especiais com capacidade para 600 mil toneladas por ano no México.

Werneck afirmou que se os planos indicarem a viabilidade comercial da nova instalação no México, a construção começará em 2025.

Segundo o vice-presidente financeiro, Rafael Japur, o mercado mexicano de aços especiais tem consumo por ano de 1,2 milhão de toneladas, com 70% desse volume sendo fornecido via importações atualmente.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.