Home Comprar ou Vender Gerdau pode surpreender no primeiro trimestre de 2024, diz BTG

Gerdau pode surpreender no primeiro trimestre de 2024, diz BTG

Os analistas observam uma baixa probabilidade de novas quedas nas ações a partir dos níveis atuais e esperam uma recuperação gradual

por Rafael Borges
0 comentário

O BTG Pactual prevê uma melhoria sequencial nos resultados da Gerdau (GGBR4) no primeiro trimestre de 2024, juntamente com revisões de lucros, mostra um relatório enviado a clientes nesta segunda-feira (11).

Os analistas Leonardo Correa, Caio Greiner e Bruno Lima ressaltam a subvalorização dos ativos da Gerdau nos Estados Unidos, que continuam profundamente subestimados em comparação com outras siderúrgicas americanas.

“As siderúrgicas dos EUA negociam entre 7-9x o Ebitda, enquanto a Gerdau está negociando como uma empresa siderúrgica brasileira pura, em torno de 4x o Ebitda, o que praticamente ignora sua presença significativa nos EUA (> 60% da exposição ao Ebitda)”, disse os analistas Leonardo Correa, Caio Greiner e Bruno Lima.

Os analistas do BTG Pactual observam uma baixa probabilidade de novas quedas nas ações da Gerdau a partir dos níveis atuais e esperam uma recuperação gradual na rentabilidade.

Embora reconheçam a preferência de alguns investidores pela tese de investimento da Usiminas (USIM5) devido ao seu beta e maior aceleração de lucros no primeiro trimestre de 2024, eles enfatizam que as ações da Gerdau parecem bem precificadas no momento.

Balanço da CSN

Quanto à CSN (CSNA3), o BTG Pactual mantém uma postura cautelosa, aguardando a evolução do balanço antes de se tornar mais construtivo em relação ao nome.

Essa posição reflete uma abordagem criteriosa e atenta às condições do mercado siderúrgico e econômico na totalidade.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.