Home Empresas Google deve fazer mais cortes de pessoal neste ano, diz presidente a funcionários

Google deve fazer mais cortes de pessoal neste ano, diz presidente a funcionários

Em janeiro de 2023, a Alphabet anunciou planos para cortar 12 mil postos de trabalho

por Reuters
0 comentário
Google

O presidente-executivo do Google, Sundar Pichai, disse aos funcionários que devem esperar mais cortes de pessoal este ano, publicou o The Verge na quarta-feira, citando um memorando interno.

De acordo com a reportagem, Pichai disse no memorando que as demissões em massa deste ano se concentraram na remoção de camadas de pessoal para simplificar a execução e aumentar a velocidade em algumas áreas.

O plano reforça sinais de que os cortes de pessoal continuarão este ano, já que as empresas estão buscando acelerar a adoção de ferramentas de inteligência artificial e automação.

“Essas eliminações de funções não estão na escala das reduções do ano passado e não afetarão todas as equipes”, disse Pichai a todos os funcionários no memorando.

“Temos metas ambiciosas e investiremos em nossas grandes prioridades este ano.”

Um representante do Google confirmou à Reuters que um email foi enviado a todos os funcionários, mas se recusou a divulgar o conteúdo do memorando.

Na semana passada, o Google disse que demitiria vários funcionários em suas unidades de assistente de voz, equipes de hardware responsáveis pelo Pixel, Nest e Fitbit, equipe de vendas de publicidade, bem como pessoal voltado para realidade aumentada.

Em janeiro de 2023, a Alphabet anunciou planos para cortar 12 mil postos de trabalho, ou 6%, de sua força global. Em setembro do ano passado, a empresa tinha 182.381 funcionários em todo o mundo.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.