Home Economia e Política Governo vai trabalhar para que Gol e Latam comprem jatos da Embraer, diz Lula

Governo vai trabalhar para que Gol e Latam comprem jatos da Embraer, diz Lula

Lula também defendeu que se busque ofertar uma quantidade maior de voos regionais no Brasil

por Reuters
0 comentário

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira que o governo vai trabalhar para que as companhias aéreas Gol (GOLL4) e Latam (LTMLTMAY) comprem aeronaves da fabricante brasileira Embraer (EMBR3), assim como a concorrente Azul (AZUL4) já faz.

“Vamos fazer uma parceria muito bem equilibrada para que a Embraer dê certo, para que a Azul dê certo, para que a Gol volte a comprar avião da Embraer, para que a Latam volte a comprar avião da Embraer, para que o governo volte a comprar os aviões que precisa comprar”, afirmou Lula em visita à fábrica da Embraer, em São José dos Campos (SP), destacando também a necessidade de renovar a frota do governo, que, segundo ele, “está muito ruim”.

APRENDA COMO MULTIPLICAR E PROTEGER SEU CAPITAL INVESTIDO POR MEIO DAS CRIPTOMOEDAS E ACELERE A SUA JORNADA RUMO À LIBERDADE FINANCEIRA

Lula também defendeu que se busque ofertar uma quantidade maior de voos regionais no Brasil, ecoando palavras do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que afirmou que o governo agirá para tornar a aviação regional parte do “dia a dia” do brasileiro.

Mais cedo no evento, o presidente-executivo da Azul, John Rodgerson, disse que a companhia aérea vai investir 3 bilhões de reais somente em aeronaves da Embraer em 2024.

(Imagem: Flicker.com/Lula)
(Imagem: Flicker.com/Lula)

Lula também criticou a busca por engenheiros da Embraer por parte da concorrente Boeing, dizendo que o governo precisa atuar para proteger as empresas brasileiras desse tipo de assédio.

Haddad quer estímulos

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta sexta-feira que a reforma tributária já prevê forte estímulo à aviação regional, mas indicou que o governo ainda encaminhará ao Congresso sugestões para permitir que o setor possa fazer parte do “dia a dia do brasileiro”.

Ao acompanhar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em visita à fábrica da Embraer, em São José dos Campos (SP), Haddad disse que o Brasil precisa de mais serviços aéreos e que “ajudar a aviação regional é ajudar a Embraer”.

Aviões da Embraer (Imagem: REUTERS/Gabriel Araujo)
Aviões da Embraer (Imagem: REUTERS/Gabriel Araujo)

Segundo Haddad, em reunião com executivos da Embraer e da Azul nesta tarde, foi discutido se o projeto de lei complementar de regulamentação da reforma tributária sobre o consumo, encaminhado ao Congresso nesta semana, merecia algum “ajuste”, e sua conclusão foi que sim.

“Vamos fazer chegar ao Congresso as sugestões para que a aviação regional, que tem alíquota diferenciada na emenda constitucional, e portanto tem um estímulo adicional, possa passar a fazer parte do dia a dia do brasileiro”, disse Haddad em discurso.

“Se a gente não entender que o Brasil precisa de mais serviços aéreos, a gente vai ficar para trás”, acrescentou o ministro, ao ressaltar que o país tem dimensões continentais com forte demanda por voos também fora das capitais.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.