Home Comprar ou Vender Há uma explosão de 28% escondida nas ações de shoppings, diz Bank of America

Há uma explosão de 28% escondida nas ações de shoppings, diz Bank of America

“Continuamos otimistas com os shoppings, pois acreditamos que o setor está atrasado na história das taxas de juros”, dizem os analistas

por Gustavo Kahil
0 comentário
Varejo Sacola

Mesmo após a forte alta de 34% nas ações de shopping centers em 2023, os analistas do Bank of America ainda acreditam haver uma explosão de 28% a ser liberada de alta nos papeis do setor, revela um relatório enviado a clientes nesta semana.

“Continuamos otimistas com os shoppings brasileiros, pois acreditamos que o setor está atrasado na história das taxas de juros”, escreveram Aline Caldeira e Carlos Peyrelongue.

A relação histórica com os juros sugere que os shoppings deveriam ser negociados a 17,5 vezes o múltiplo de preço sobre o FFO (Funds From Operations, ou “fluxo de caixa proveniente das operações” em português), nos níveis de juros reais atuais de 5,6%.

Enquanto isso, o mercado está negociando a 13 vezes P/FFO, explicando o potencial de valorização de 28%.

Múltiplo P/FFO estimado para shoppings (média Iguatemi e Multiplan) em função das taxas de juros contra o atual

Fonte:  Bloomberg, BofA Global Research

“Além disso, os spreads dos juros estão 200 pontos-base acima dos níveis pré-covid para um crescimento semelhante, visibilidade de lucros restabelecida e fundamentos mais fortes”, argumenta o BofA.

Eles ponderam, contudo, que um argumento “comum” para um spread mais elevado em relação às taxas reais é que se espera agora que os shoppings cresçam menos do que antes da pandemia.

“Na nossa opinião, embora o crescimento pareça explicar (pelo menos parcialmente) os spreads dos shopping centers contra as taxas reais, as expectativas de crescimento estão atualmente de volta aos níveis ‘normalizados’ pré-covid, enquanto os spreads permanecem desconectados. Isto está possivelmente relacionado com uma desancoragem das expectativas de crescimento durante a covid, com 2023 como a primeira base ‘normalizada’ para expectativas de crescimento anual em 2024”, pontuam.

Recomendações

A Allos (ALOS3) é a principal escolha do Bank of America e a que possui “gatilhos mais claros para fechar a lacuna de avaliação e uma oferta mais ampla de riscos ascendentes”.

A recomendação é de compra e o preço-alvo de R$ 30.

Iguatemi (IGTI11) e Multiplan (MULT3) também levam a indicação de compra, com preços-alvo de R$ 31 e R$ 33.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.