Home Empresas Hacker membro do Lapsus$ que atingiu Uber e Rockstar Games é condenado

Hacker membro do Lapsus$ que atingiu Uber e Rockstar Games é condenado

Ele atacou a Revolut, acessando milhares de informações de clientes e, dois dias depois, a Uber, causando danos de quase 3 milhões de dólares à empresa

por Reuters
0 comentário

Um membro do grupo de hackers Lapsus$ foi condenado nesta quinta-feira à detenção por tempo indeterminado em um hospital por invadir sistemas da Uber (UBER; U1BE34) e da fintech Revolut e por chantagear os desenvolvedores do videogame “Grand Theft Auto”.

Arion Kurtaj, 18 anos, embarcou em uma onda solo de crimes digitais em setembro de 2022, enquanto estava sob fiança por infrações anteriores.

Ele atacou a Revolut, acessando milhares de informações de clientes e, dois dias depois, a Uber, causando danos de quase 3 milhões de dólares à empresa, segundo os promotores.

Kurtaj então atacou a Rockstar Games e ameaçou liberar o código-fonte da sequência do jogo “Grand Theft Auto”. A ameaça foi feita através de uma mensagem no serviço Slack usado pela equipe da Rockstar.

O juri do tribunal em Londres assistiu a clipes da última versão de “Grand Theft Auto”, os quais Kurtaj havia hackeado e enviado para um fórum de jogos online.

Kurtaj, que tem autismo, foi avaliado por psiquiatras como incapaz de ser julgado. Assim, o júri, em vez de emitir um veredito de culpado, foi solicitado a determinar se ele cometera os atos.

(Imagem: Reprodução/REUTERS/Phil Noble)
(Imagem: Reprodução/REUTERS/Phil Noble)

O adolescente já havia hackeado e chantageado o maior provedor de banda larga do Reino Unido, o BT Group, e a operadora de telefonia móvel EE em 2021, exigindo um resgate de 4 milhões de dólares para liberar o acesso aos sistemas das empresas.

Kurtaj também hackeou a fabricante de chips Nvidia em fevereiro de 2022, tendo obtido cerca de um terabyte de dados, enquanto liberou cerca de 80 gigabytes ao público e ameaçou divulgar o restante.

“Determinado”

Kurtaj e um jovem de 17 anos, que não pode ser identificado por motivos legais e cujo caso foi ouvido juntamente com o de Kurtaj, foram “peças-chave” no Lapsus$, disseram os promotores.

Em agosto, um júri considerou que Kurtaj cometeu 12 delitos, incluindo três acusações de chantagem, duas de fraude e seis ligadas à  Lei de Uso Indevido de Computador.

A juíza Patricia Lees disse nesta quinta-feira que Kurtaj continua “determinado a cometer outros delitos graves se surgir a oportunidade” e o condenou à detenção por tempo indeterminado.

O adolescente foi condenado a chamada “ordem de reabilitação de jovens” com 18 meses de supervisão.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.