Home Empresas Honda, GM e Cruise planejam iniciar serviço de transporte sem motorista no Japão em 2026

Honda, GM e Cruise planejam iniciar serviço de transporte sem motorista no Japão em 2026

As empresas planejam posteriormente ampliar o serviço para áreas além do centro de Tóquio, disse a Honda

por Reuters
0 comentário

A Honda Motor disse nesta quinta-feira que pretende criar uma joint venture com a General Motors e a Cruise para começar um serviço de transporte sem motorista no Japão no início de 2026.

As três empresas pretendem estabelecer a joint venture no primeiro semestre de 2024, uma vez que o negócio depende de aprovação regulatória, informou a empresa japonesa em comunicado, sem fornecer detalhes financeiros.

A Cruise, unidade de “robotáxi” da norte-americana GM, oferece atualmente serviços limitados de transporte em San Francisco, assim como a rival Waymo operada pela Alphabet. A Honda disse em 2018 que investiria 2 bilhões de dólares na Cruise ao longo de 12 anos.

As empresas esperam comercializar veículos autônomos em grande escala no Japão com a joint venture, disse o presidente-executivo da Cruise, Kyle Vogt, acrescentando que a empresa já opera comercialmente em quatro cidades nos Estados Unidos.

Vogt disse que é difícil dizer se oferecer um serviço de transporte sem motorista em Tóquio representa um desafio único ou distinto para a empresa.

O veículo Cruise Origin foi desenvolvido em conjunto pela GM, Cruise e Honda. O serviço japonês está planejado para ser lançado no centro de Tóquio, usando dezenas de Origins antes de expandir para uma frota de 500 veículos, disse a Honda em seu comunicado.

O presidente-executivo da Honda, Toshihiro Mibe, disse que a empresa usará Chevrolet Bolts na implementação do serviço na capital japonesa antes de adotar o Origins.

As empresas planejam posteriormente ampliar o serviço para áreas além do centro de Tóquio, disse a Honda.

Os clientes usarão um aplicativo de smartphone para solicitar viagens e efetuar pagamentos, segundo o comunicado.

Os reguladores de segurança automotiva dos EUA abriram no início desta semana uma investigação para saber se a Cruise está tomando precauções suficientes com seu robotáxi autônomo para proteger os pedestres.

Comentando a investigação, Vogt disse que a segurança era a principal prioridade da empresa, acrescentando que ajudaria os reguladores no trabalho “muito difícil” de regular tecnologias emergentes como esta.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.