Home Mercados Ibovespa: veja os 14 destaques desta segunda-feira; Casas Bahia sobe 16%

Ibovespa: veja os 14 destaques desta segunda-feira; Casas Bahia sobe 16%

Às 10:03, o Ibovespa caía 0,04 %, a 126.478,26 pontos

por Reuters
0 comentário

O Ibovespa (IBOV) hesitava nesta segunda-feira, com agentes financeiros em clima de expectativa para desfecho da reunião de política monetária dos Estados Unidos nesta semana, enquanto Casas Bahia era destaque no dia com salto de 16,5% após pedido de recuperação extrajudicial.

Às 10h32, o Ibovespa subia 0,12%, a 126.682,01 pontos. O volume financeiro somava 1,4 bilhão de reais.

De acordo com economistas do Bradesco, as atenções nesta semana estão voltadas para a reunião do Federal Reserve nos Estados Unidos.

“Na quarta-feira, o Fed anunciará sua decisão de política monetária, em que o tom do comunicado e das falas de (Jerome) Powell serão fundamentais para avaliar a trajetória esperada dos juros no país”, afirmaram em nota a clientes, referindo-se ao chair do banco central norte-americano.

Em Wall Street, a segunda-feira mostrava alívio nos rendimentos dos Treasuries de 10 anos, para 4,6362%, enquanto o S&P 500 tinha elevação de 0,45% nos primeiros negócios.

Casas Bahia (BHIA3) disparava 16,54%, a 6,34 reais, após anunciar na noite de domingo que fez um pedido de recuperação extrajudicial, citando dívidas de 4,1 bilhões de reais e que já conta com apoio do Bradesco (BBDC4) e Banco do Brasil (BBAS3), seus principais credores.

A companhia disse que o plano não envolve dívidas operacionais com fornecedores e parceiros e não impacta trabalhadores ou clientes. Magazine Luiza (MGLU3) perdia 2,1%.

Hypera (HYPE3) avançava 4,10%, a 29,72 reais, após o grupo farmacêutico divulgar no final da sexta-feira que o lucro líquido das operações continuadas somou 391,5 milhões de reais no trimestre encerrado em março, alta de 15,4% frente ao mesmo período de 2023, enquanto o lucro líquido, por sua vez, subiu 14,6% ano a ano, para 388,9 milhões de reais.

 Rede D’or (RDOR3) valorizava-se 2,63%, a 26,53 real, endossada por relatório de Itaú BBA elevando a recomendação dos papéis para “outperform” ante “market perform’, bem como o preço-alvo de 30 para 33 reais. Hapvida (HAPV3) mostrava elevação de 3,44%.

Braskem (BRKM5) ganhava 1,75%, a 23,21 real, após divulgar dados de vendas do primeiro trimestre na última sexta-feira, após o fechamento do mercado. No caso das vendas de resinas no Brasil, houve queda de 5% ano a ano. Os números também mostraram que a taxa média de utilização de centrais petroquímicas no país caiu 3 pontos percentuais, para 74%.

Vale (VALE3) subia 0,72%, a 63,19 reais, mesmo tendo como pano de fundo a queda dos futuros do minério de ferro na China. A mineradora também divulgou que foi apresentada uma proposta de 127 bilhões de reais para um acordo definitivo com governos sobre reparação do desastre de Mariana (MG) envolvendo a Samarco, uma joint venture da empresa brasileira com a australiana BHP.

Petrobras (PETR4)  tinha variação positiva de 0,05%, a 41,43 reais, em dia de queda dos preços do petróleo no exterior, o que favorecia ajustes uma vez que as ações da petrolífera acumulavam até a última sexta-feira uma alta de 13,8% em abril, contra uma queda de 1,2% do Ibovespa no mesmo período.

No setor, PetroReconcavo (RECV3) caía 1,73%, 3R Petroleum (RRRP3) cedia 1,67% e Prio (PRIO3) mostrava acréscimo de 0,02%.

Bradesco (BBDC4) tinha declínio de 0,14%, a 13,86 reais, tendo no radar a divulgação do balanço do banco na próxima quinta-feira. Mas quem abre a temporada de resultados dos bancos do Ibovespa é o Santander Brasil, na terça-feira.

Santander Brasil (SANB11) registrava acréscimo de 0,18%. Ainda no setor,Itaú Unibanco (ITUB4) cedia 0,37%, a 32,09 reais, e  Banco do Brasil (BBAS3) perdia 0,04%, a 27,54 reais.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.