Home Mercados Ibovespa: veja os 7 destaques desta quarta-feira; Vale sobe 2,56%

Ibovespa: veja os 7 destaques desta quarta-feira; Vale sobe 2,56%

Às 10h53, o Ibovespa subia 0,33%, a 124.800,80 pontos

por Reuters
0 comentário

O tom positivo prevalecia na bolsa paulista nesta quarta-feira, com o Ibovespa (IBOV) de volta ao patamar dos 125 mil pontos, seguindo movimento de alta nos mercados globais, enquanto as ações da Vale (VALE3) marcavam avanço de mais de 2% na esteira da recuperação do minério de ferro e divulgação de prévia operacional na véspera.

Às 10h53, o Ibovespa subia 0,33%, a 124.800,80 pontos. O volume financeiro somava 3,9 bilhões de reais.

O pregão também é marcado pelo vencimento de opções sobre o Ibovespa e do contrato futuro do índice, que avançava 0,61%, a 124.820 pontos. O vencimento seguinte, para 12 de junho, ganhava 0,49%, a 126.500 pontos.

Segundo o economista-chefe da Nova Futura Investimentos, Nicolas Borsoi, um dia “sem grandes novidades” após o discurso do chair do Federal Reserve, Jerome Powell, considerado em linha com as expectativas, levavam a uma manhã majoritariamente positiva para as bolsas no exterior.

Os rendimentos dos Treasuries de 10 anos marcavam 4,6222% pela manhã, de 4,6570% na véspera, enquanto as bolsas norte-americanas abriram em alta.

Na visão do analista da Levante João Abdouni, as falas de Powell conseguiram acalmar o mercado, apesar da indigestão de terça-feira.

“O mercado se estressou um pouco com a expectativa de ter menos cortes de juros por parte do Fed em 2024, e hoje é um dia que se acalma, um movimento de reversão”, afirmou.

No Brasil, agentes financeiros examinavam o indicador de atividade econômica do Banco Central, considerado um sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), que registrou avanço em fevereiro na comparação com o mês anterior.

Investidores também estarão atentos às participações do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e do presidente do BC, Roberto Campos Neto, previstas em diversos compromissos nos Estados Unidos ao longo do dia.

Destaques

Vale (VALE3) subia 2,56%, a 63,01 reais, com a recuperação dos preços futuros do minério de ferro na Ásia, ajudados pela melhora no mercado de aço e pela expectativa de reabastecimento por parte das siderúrgicas antes de um feriado na China. O contrato mais negociado na Bolsa de Mercadorias de Dalian avançou 4,25%, a 870 iuans (120,20 dólares) a tonelada.

A Vale também reportou na véspera um aumento de 6,1% em sua produção de minério de ferro em prévia operacional do primeiro trimestre. As vendas, por sua vez, avançaram 14,7%, para 63,83 milhões de toneladas.

 Petrobras (PETR4) subia 0,2%, a 39,57 reais, apesar de declínio dos preços do petróleo no exterior, onde o barril de Brent era negociado em baixa de 0,91%.

Na véspera, um desembargador anulou decisão anterior, de um tribunal inferior, que havia suspendido o presidente do conselho de administração da estatal, Pietro Sampaio Mendes, de suas funções.

Itaú Unibanco (ITUB4) cedia 0,16%, a 31,62 reais, enquanto Bradesco (BBBDC4) caía 0,14%, a 13,88 reais, em mais um dia de baixa para os papéis.

 Embraer (EMBR3) subia 1,42%, a 32,21 reais. A empresa de veículos aéreos urbanos de pouso e decolagem verticais (eVtols), Eve, anunciou nesta quarta-feira assinatura de acordo para venda de até 50 aeronaves para a japonesa AirX.

Sabesp (SBSP3) subia 0,55%, a 80,47 reais, após a companhia de saneamento informar ao mercado que firmou contratos financeiros derivativos visando reduzir sua exposição de dívida em moeda estrangeira no valor de 534 milhões de dólares, na esteira da recente oscilação do câmbio no mercado.

Biomm (BIOM3) que não faz parte do Ibovespa, saltava 12,51%, a 12,5 reais, após assinar acordo para comercializar e distribuir o medicamento semaglutida no Brasil, para tratamento de diabetes, mas que tem sido amplamente utilizado por pessoas interessadas em reduzir peso. Segundo a Biomm, o medicamento é similar do Ozempic. O acordo, exclusivo, foi acertado com a indiana Biocon.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.