Home Economia e Política IGP-DI sobe 0,87% em maio

IGP-DI sobe 0,87% em maio

O¬†√ćndice de Pre√ßos ao Produtor Amplo (IPA)¬†subiu 0,97% em maio

por Redação Dinheirama
0 coment√°rio

O¬†√ćndice Geral de Pre√ßos (IGP-DI)¬†subiu 0,87% em maio. No m√™s de abril, a taxa havia sido de 0,72%. Com este resultado, o √≠ndice acumula alta de 0,61% no ano e de 0,88% em 12 meses.

Em maio de 2023, o índice havia variado -2,33% e acumulava queda de  -5,49% em 12 meses.

“Nesta apura√ß√£o, o IPA, √≠ndice de maior relev√Ęncia no IGP, registrou uma not√°vel acelera√ß√£o nos pre√ßos dos alimentos processados, passando de 0,62% para 1,92%. Destacaram-se os aumentos nos pre√ßos de componentes essenciais da cesta b√°sica, como arroz (de -2,59% para 3,40%), caf√© (de 0,01% para 1,36%), carne bovina (de 0,80% para 2,40%), carne de aves (de 0,40% para 2,07%) e leite (de 0,55% para 7,37%). Al√©m disso, o IPA tamb√©m apresentou eleva√ß√£o nos pre√ßos de Materiais e Equipamentos para a Manufatura, subindo de 0,75% para 1,74%. Nesse segmento, merecem destaque os aumentos nos pre√ßos do alum√≠nio (de 0,00% para 14,29%), farelo de soja (de 0,98% para 13,08%) e celulose (de 2,72% para 5,69%)‚ÄĚ, essas observa√ß√Ķes foram enfatizadas por Andr√© Braz, Coordenador dos √ćndices de Pre√ßos.¬†

Cesta B√°sica
(Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O¬†√ćndice de Pre√ßos ao Produtor Amplo (IPA)¬†subiu 0,97% em maio. No m√™s anterior, o √≠ndice havia registrado alta de 0,84%. Na an√°lise por est√°gios de processamento, a taxa do grupo¬†Bens Finais¬†variou de -0,04% em abril para 0,73% em maio.

A principal contribuição para este resultado partiu do subgrupo alimentos in natura, cuja variação passou de -5,28% para 0,94%. O índice de Bens Finais (ex), que resulta da exclusão de alimentos in natura e combustíveis para o consumo, subiu 0,78% em maio, contra alta de 0,52% em abril.

A taxa do grupo Bens Intermediários passou de 0,62% em abril para 0,88% em maio. O principal responsável pelo avanço da taxa do grupo foi o subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cuja taxa passou de 0,75% para 1,74%. O índice de Bens Intermediários (ex), calculado após a exclusão de combustíveis e lubrificantes para a produção, subiu 1,26% em maio, superior a alta de 0,55%, no mês anterior.

O estágio das Matérias-Primas Brutas subiu 1,33% em maio, porém com menor intensidade que a alta de 2,06% em abril. Contribuíram para este movimento os seguintes itens: café em grão (16,05% para -0,21%), cacau (46,58% para -18,95%) e mandioca/aipim (6,20% para -4,07%).

Em sentido oposto, vale citar os seguintes itens: minério de ferro (3,68% para 4,75%), arroz em casca (-0,19% para 5,82%) e milho em grão (-0,95% para 0,20%).

Minério de ferro
(Imagem: unsplash/Artyom Korshunov)

O¬†√ćndice de Pre√ßos ao Consumidor (IPC)¬†subiu 0,53% em maio. Em abril, o √≠ndice variara 0,42%. Duas das oito classes de despesa componentes do √≠ndice registraram acr√©scimo em suas taxas de varia√ß√£o:¬†Educa√ß√£o, Leitura e Recrea√ß√£o¬†(-1,24% para 0,87%) e¬†Despesas Diversas¬†(0,13% para 0,21%).

As principais contribui√ß√Ķes para este movimento partiram dos seguintes itens:¬†passagem a√©rea¬†(-8,07% para 5,52%) e¬†cigarros¬†(0,06% para 1,46%).

Em contrapartida, os grupos¬†Alimenta√ß√£o¬†(0,90% para 0,72%),¬†Sa√ļde e Cuidados Pessoais¬†(0,87% para 0,67%),¬†Vestu√°rio¬†(0,02% para -0,54%),¬†Transportes¬†(0,52% para 0,49%),¬†Comunica√ß√£o¬†(0,57% para 0,46%) e¬†Habita√ß√£o¬†(0,42% para 0,41%) apresentaram decr√©scimo em suas taxas de varia√ß√£o.

Nestas classes de despesa, as maiores influências partiram dos seguintes itens: frutas (3,49% para -2,62%), medicamentos em geral (3,87% para 0,10%), roupas (0,11% para -0,73%), pedágio (0,02% para -9,26%), tarifa de telefone móvel (2,15% para 0,52%) e tarifa de eletricidade residencial (0,74% para 0,14%).

O¬†√ćndice Nacional de Custo da Constru√ß√£o (INCC)¬†subiu 0,86% em maio, ante 0,52% no m√™s anterior. Os tr√™s grupos componentes do INCC registraram as seguintes varia√ß√Ķes na passagem de abril para maio:¬†Materiais e Equipamentos¬†(0,32% para 0,37%),¬†Servi√ßos¬†(0,30% para 0,54%) e¬†M√£o de Obra¬†(0,81% para 1,55%).

N√ļcleo do IPC e √ćndice de Difus√£o

O n√ļcleo do IPC registrou taxa de 0,31% em maio, 0,05 ponto percentual acima do resultado apurado no m√™s anterior, de 0,26%.

Dos 85 itens componentes do IPC, 44 foram exclu√≠dos do c√°lculo do n√ļcleo. Destes, 30 apresentaram taxas abaixo de 0,08%, linha de corte inferior, e 14 registraram varia√ß√Ķes acima de 0,58%, linha de corte superior.

O índice de difusão, que mede a proporção de itens com taxa de variação positiva, ficou em 61,29%, 4,84 pontos percentuais acima do registrado em abril, quando o índice foi de 56,45%.

O Dinheirama √© o melhor portal de conte√ļdo para voc√™ que precisa aprender finan√ßas, mas nunca teve facilidade com os n√ļmeros.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informa√ß√£o e atesta a apura√ß√£o de todo o conte√ļdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que n√£o faz qualquer tipo de recomenda√ß√£o de investimento, n√£o se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.