Home Economia e Política Importação de aço no Brasil pisa no freio em novembro

Importação de aço no Brasil pisa no freio em novembro

As vendas de aço no mercado interno no mês passado caíram 2,1% ante novembro de 2022

por Reuters
0 comentário
(Imagem: Reprodução/Freepik/@fxquadro)

As importações de aço pelo Brasil cumpriram expectativas do setor e mostraram resfriamento em novembro, recuando quase 16% ante outubro e avançando um dígito na comparação com um ano antes, segundo dados do Aço Brasil, entidade que representa usinas instaladas no país.

A internalização de material produzido no exterior caiu 15,9% em novembro ante outubro para 356 mil toneladas, crescendo 9,2% na comparação anual. No acumulado do ano até o final do mês passado, porém, o saldo ainda mostra expansão de quase 50% nas importações de aço pelo Brasil, a 4,5 milhões de toneladas.

Na véspera, o diretor comercial da CSN, Luis Fernando Martinez, afirmou que as importações pareciam já ter atingido um pico e que esperava um recuo nos próximos meses. A avaliação seguiu-se a outros comentários de membros da indústria, incluindo a associação de distribuidores de aços planos Inda.

A indústria siderúrgica nacional vem há meses cobrando do governo federal imposição de tarifa de importação de 25% sobre aço, de olho em frear o avanço de produtores asiáticos como a China, que foi responsável em novembro por 71% da liga que chegou ao país, segundo os dados do Aço Brasil.

Apesar da queda nas importações, a produção de aço bruto em novembro teve alta discreta, avançando sobre 3,8% sobre um ano antes e 2,8% ante outubro, para 2,74 milhões de toneladas. No ano, o volume produzido soma 29,35 milhões de toneladas, queda de 7,1%.

A produção em novembro contou com reinício das operações do maior alto-forno da Usiminas, o de número três da usina de Ipatinga (MG), mas o mês foi marcado por anúncios de suspensão de produção de empresas como a ArcelorMittal, que informou “parada técnicas” em três instalações em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais neste final de ano por demanda fraca e importações elevadas.

As vendas de aço no mercado interno no mês passado caíram 2,1% ante novembro de 2022 e recuaram 1,4% na comparação mensal, para 1,6 milhão de toneladas. No acumulado, o setor vendeu no país 18 milhões de toneladas de aço, queda de 5% sobre o mesmo período do ano passado.

Enquanto isso, as exportações das siderúrgicas do Brasil em novembro caíram cerca de 12% ante outubro, mas avançaram quase 20% ante novembro do ano passado, para 971 mil toneladas.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.