Já está aberta a temporada do leão. Desde o início de Março e até o fim de Abril você deve acertar suas contas com a Receita Federal. Isso não é uma opção, é uma obrigação, que pode até gerar a devolução de algum dinheiro para você, dependendo do caso.

Nossa recomendação é que você se antecipe e entregue sua declaração ainda em Março. Além de evitar transtornos de última hora, se tiver restituição a receber, isso acontecerá mais cedo, e em tempos de crise, todo dinheiro é bem vindo.

E seus investimentos? Você sabe a carga tributária que incide (ou não) sobre cada um deles? Fez alguma negociação na bolsa de valores em 2015 (ou pensa em fazer em 2016)? Em caso positivo, você realizou o pagamento das DARF até o último dia do mês seguinte ao mês em que você teve lucros co as ações?

Existem muitos detalhes tributários quando o assunto são os investimentos, e é fundamental conhecer isso para evitar erros no lançamento dos dados na sua declaração, que terminam gerando atrasos e até podendo culminar em pagamento de multas.

Para que você melhore seus conhecimentos nesse assunto, preparamos para você o guia “Saiba como fazer a declaração dos investimentos no Imposto de Renda”. Nele te ensinaremos sobre a tributação destes produtos financeiros:

  1. Ações na bolsa de valores;
  2. Títulos do Tesouro Direto;
  3. CDB, RDB e Letras de Câmbio;
  4. LCI e LCA;
  5. Fundos imobiliários; e
  6. Previdência privada

O guia é gratuito, e para ter acesso, basta clicar aqui e você será direcionado para nossa página exclusiva com as instruções para obter sua cópia. Então, mãos à obra!

Nota: Esta coluna é mantida pela Empiricus, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Foto “lion”, Shutterstock.

Criando Riqueza
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários