Independência financeira no Brasil de hojeA situação financeira do Brasil mudou muito nos últimos anos. Éramos um país com histórico de superinflação e sem critérios econômicos estabelecidos. Nossa taxa básica de juros era gigantesca e o mercado de capitais[bb] praticamente não existia. A estabilização da nossa economia colocou diante de seus cidadãos um novo horizonte financeiro, cheio de oportunidades e desafios para quem aproveitar e entender tais mudanças.

Muitos de nós nos acostumamos com investimentos praticamente sem risco e com alto percentual de ganhos. A rentabilidade que a renda fixa garantia era um dos maiores reflexos de que nosso cenário financeiro precisava se modernizar. O tempo (sempre ele) se encarregou de mudar as peças do tabuleiro e hoje quem busca realizar os objetivos financeiros só com renda fixa precisará de um período muito maior para chegar lá.

Até pouco tempo atrás, para dobrar o valor aplicado em renda fixa apenas quatro anos de investimento eram suficientes; atualmente, são necessários pelo menos oito anos. Comparando com os EUA, onde precisaríamos de mais de trinta anos de dinheiro investido na renda fixa para dobrar o patrimônio, percebemos que a diferença ainda é considerável.

Felizmente, ou infelizmente, como investidores[bb] precisamos, mais do que nunca, mudar nossa postura. O comodismo pode emperrar e prejudicar o desempenho das aplicações. Aliás, precisamos também valorizar a questão do planejamento financeiro, pois hoje já é possível pensar no longo prazo e incutir na família o raciocínio de sempre poupar para a realização de objetivos.

Dois pontos são fundamentais nessa nova situação:

  • Visite mais vezes seu gestor financeiro e discuta taxas interessantes para você. O relacionamento entre bancos e clientes precisa ser vantajoso para os dois lados. Ao perceber sua disposição em dialogar sobre investimentos, o gerente verá que você é um cliente diferenciado e com grande potencial para o futuro;
  • Passe a ver a renda variável, o investimento em títulos e outras alternativas (imóveis, negócio próprio etc.) como opções interessantes. Quem investe em renda fixa, via de regra possui um perfil conservador, avesso ao risco. Mas, você já parou para analisar que nesse novo cenário o risco de não alcançar o que foi planejado no inicio do investimento é muito maior? É preciso aprender a lidar com o risco.

Muitas pessoas programaram a aposentadoria tendo como base investimentos em renda fixa. Tenho especial preocupação com aqueles que escolheram os planos de Previdência Privada deste tipo, principalmente aqueles que no inicio se utilizaram das ferramentas de simulação e provavelmente têm em mente os valores que o simulador apresentou ainda de acordo com índices antigos. Se você é uma dessas pessoas, fique esperto.

Quem estiver nessa situação corre o risco sério de chegar ao final do plano e se sentir lesado – é importante rever os planos e encontrar novas opções mais rentáveis para o futuro. A passividade tem que ser “coisa do passado”, especialmente se você é um dos que pensam em ter um futuro financeiro estável e independente.

Ao contrário do que parece, encarar os investimentos com uma nova visão e objetivos não é nenhum bicho de 7 cabeças. Pelo contrário! Você perceberá que seus investimentos[bb] e seus sonhos ficaram mais próximos de sua realização e que seu envolvimento levará seu planejamento a níveis de sucesso muito maiores do que o projetado. A educação financeira prepara você para isso!

Workshop exclusivo! Participe!
Nesse novo cenário cheio de desafios, o Dinheirama e o consultor e palestrante Leandro Martins promoverão, no próximo dia 14/10 no Hotel Golden Tulip Park Plaza em São Paulo, o I Workshop – Planejamento, educação financeira e investimentos para alcançar a independência financeira. O evento começará as 19h e terá 2 apresentações:

A apresentação e mediação será feita por Ricardo Pereira. O investimento para participação no evento é de R$ 150,00, com direito a Welcome Coffee e sorteio de brindes. As inscrições poderão ser feitas com depósito em conta ou através do PagSeguro. Para detalhes sobre o evento e pagamento, entre em contato através do e-mail [email protected] ou pelo telefone (11) 9588-5826. Em breve esse evento será realizado também em outras capitais do Brasil. Aguardem!

Que tal concorrer a até R$ 300,00 em prêmios?
O Dinheirama está com uma promoção exclusiva para seus leitores. Compre o livro “Vamos falar de Dinheiro?”, do amigo Navarro, através da loja virtual da Novatec, com 30% de desconto – digite o código DINHEIRAMA no campo de promoção – e concorra a vale compras no Submarino, Pen Drives, Livros de Negócios, Camisetas e Adesivos. Se você tem um blog, pode aumentar suas chances de ganhar e concorrer a outro vale compras exclusivo e exemplares do livro para sortear entre seus leitores. São vários os prêmios e as oportunidades de garantir conhecimento, informação de qualidade e aprendizado sobre finanças pessoais e investimentos. Aproveite! Conheça os detalhes desta promoção (clique aqui) e participe! Boa sorte!

——
Ricardo Pereira
é educador financeiro e palestrante, trabalhou no Banco de Investimentos Credit Suisse First Boston e edita a seção de Economia do Dinheirama.

Quem é Ricardo Pereira?
Leia todos os artigos escritos por Ricardo

Crédito da foto para stock.xchng.

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários